Publicidade

Os imigrantes trouxeram para Poços de Caldas muito mais do que força de trabalho. Consigo carregam histórias, famílias e cultura. Mas como estamos aqui no Poços Já Divirta-se, vamos celebrar o Dia do Imigrante falando de comida!

Conheça três restaurantes da cidade especializados em sabores estrangeiros:

Cantina do Araújo

Tagliarine da Cantina do Araújo (foto: Gabriela Bandeira/Poços Já).

Fundada em 1955, a Cantina tem um reconhecido cardápio de pizzas e massas. O chefe de cozinha Walter Araújo, que herdou o restaurante dos pais italianos, está sempre presente no comando dos trabalhos. Ele define a sua cozinha como franco-italiana, mas estar na rua João de Araújo, de acordo com a placa fixa na entrada, é garantia de comer deliciosas massas artesanais. Esse é uma dos principais pontos visitados por turistas e famosos quando vêm a Poços de Caldas. Já se sentaram nessas mesas o ator Thiago Lacerda e o maestro João Carlos Martins, entre outros.

Petit gateau está entre as sobremesas (foto: Gabriela Bandeira/Poços Já).

O Poços Já Divirta-se experimentou o tagliarine com creme de leite, manteiga e muito queijo ralado, além do petit gateau. A conclusão é de que a fama do restaurante é mais do que merecida!

Rua Assis Figueiredo, 1075, Centro, 3722-1015.

Tenda do Habibi

Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade
Cardápio da Tenda do Habib é feito de acordo com tradição familiar (foto: Juliano Borges/Poços Já).

O chefe Rafael Nogueira Moisés leva para o menu do Tenda do Habibi toda a história de sua família libanesa. O restaurante existe há 35 anos na cidade vizinha de Caldas, mas está em Poços há dez. Fundado por uma tia e pela avó do cozinheiro, tem sabores complexos, muito diferentes da cozinha brasileira.

Esfirra está entre os pratos mais pedidos (foto: Juliano Borges/Poços Já).

Almoçamos na companhia do chefe, que contou histórias fascinantes dessa família. Experimentamos a salada fatuche (rabanete, pepino, tomate, cebola, cheiro verde, mix de folhas, uvas verdes e tomate cereja, com melaço de romã), arroz marroquino (frango, cordeiro, grão de bico, cheiro verde e cozido no açafrão), mijadra (arroz com lentilhas, cozido no brodo de caldo de legumes, canela, cravo e anis estrelado), esfirra de carne e kafta. As sensações são muitas, diferentes a cada prato. Apesar da originalidade típica do Líbano, há algo em comum com a comida brasileira: sabores deliciosos!

Rua Junqueiras, 500, Paço das Águas, Centro, 3712-6831.

Chy Garfo e Hashi

Temaki Alaska, do Chy Garfo e Hashi (foto: Gabriela Bandeira/Poços Já).

Comida asiática é a especialidade do Chy Garfo e Hashi, que tem no cardápio opções da China, Japão, Vietnã e Tailândia. O dono, Lucas Decat, explica que esses pratos se tornaram populares por serem adaptados ao paladar brasileiro. Inaugurado em 2012, é um dos locais mais procurados na cidade pelos apreciadores de sushi, temaki e yakissoba, entre outros.

O Poços Já Divirta-se provou o temaki Alaska, com salmão e cream cheesse. O prato ainda tem sunomomo, salada de pepino que dá um toque especial e sabor diferenciado. Vale a pena experimentar!

 Rua Junqueiras, 500, Paço das Águas, Centro, 3721-9090.

Publicidade