Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Atualmente, Raulzinho joga na Espanha
Atualmente, Raulzinho joga na Espanha

O draft da NBA será realizado nesta quinta-feira, na Arena Barclays Center, em Nova York. O processo de seleção de calouros para a liga americana de basquete vai contar com quatro brasileiros que buscam um espaço no cenário internacional.

Entre os quatro pretendentes está Raulzinho, ex-atleta da Caldense, que atua hoje no basquete espanhol. O jogador, que treinou no último final de semana nas quadras da Caldense, diz estar confiante em sua escolha: “Tenho treinado bastante e passei uma temporada me aperfeiçoando nos Estados Unidos onde pude ser observado por “olheiros”da NBA. Sei que é difícil, mas espero ser mais um brasileiro a jogar na principal liga de basquete do mundo”, disse. Raulzinho é filho de Raul, também ex-jogador de basquete da Caldense e seleção brasileira, treinador do time do Minas Tênis Clube na última temporada da NBB (Novo Basquete Brasil). Bem cotado para a primeira rodada do draft também está o pivô brasileiro Lucas Nogueira, o Bebê, de 2,13 m, que também é destaque na Liga Espanhola, onde atua pelo Estudiantes. O pivô Augusto, que joga pelo Málaga (ESP) e o ala Alexandre Paranhos, que recentemente foi dispensado do Flamengo, completam a lista de brasileiros na disputa.

O Cleveland Cavaliers se deu bem e ficou com a primeira escolha do draft da NBA deste ano. Na edição de 2012, o primeiro a escolher foi o New Orleans Hornets, que selecionou o pivô Anthony Davis, que disputou a Olimpíada de Londres pelos Estados Unidos e veio da Universidade Kentucky. Um dos principais candidatos a ser o primeiro escolhido no draft desta quinta-feira também vem de Kentucky. Trata-se do pivô Nerlens Noel, de apenas 19 anos e 2,11 m, que se destacou na temporada universitária com seu bom aproveitamento em ambas as extremidades da quadra.

Entenda como funciona o processo de recrutamento

As equipes possuem o direito de escolher jogadores no draft através de um sorteio e as franquias com as piores campanhas anteriores obtém maiores chances de serem selecionadas. Este ano, o Orlando Magic era quem tinha a maior probabilidade de ficar com a primeira escolha, mas foi o Cleveland quem acabou sorteado, enquanto o Magic ficou com a segunda escolha.
A primeira rodada é composta por 30 escolhas, sendo que as 14 primeiras pertencem a equipes que não participaram do último playoff da NBA. Enquanto as seleções restantes vão para as outras equipes, sendo que ela é dada na ordem inversa do posicionamento final da temporada anterior.

Na segunda rodada, são mais 30 escolhas distribuídas na ordem inversa do posicionamento da temporada anterior. Vale lembrar que as equipes podem negociar as suas seleções no draft com outras equipes. O Cleveland, inclusive, teria tentado seduzir o Boston Celtics a trocar o ala Paul Pierce pela primeira e 19ª (também pertencente aos Cavaliers) escolhas do draft.

Fonte: ACS Caldense

Patrocínio