O I Festival de Artes Cênicas de Poços de Caldas começa hoje (12) e segue até 19 de junho. Realizado online, o evento tem caráter nacional, com o objetivo de incentivar e divulgar a promoção de espetáculos de artes cênicas e promover a troca entre os artistas, grupos locais, regionais e nacionais. O festival é realizado através do edital de mostras e festivais artísticos e culturais do Estado de Minas Gerais e faz parte das ações emergenciais da Lei Aldir Blanc.

Felipe Campos, produtor do evento, conta sobre a felicidade de conseguir realizar o projeto, que quase foi cancelado. “Quando o projeto foi aprovado pelos editais da Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais eu fiquei muito feliz e avisei a maioria dos grupos de teatro de Poços de Caldas que participariam. Primeiramente ele seria presencial para lotarmos praças e teatro da Urca, mas ano passado, quando o projeto foi apresentado, nós tínhamos esperança de que até o meio do ano tudo já poderia voltar ao normal. Não foi isso que aconteceu e foi bem pior, então o projeto passou a ser online, gravaríamos todos os espetáculos na Urca e apresentaríamos de forma online, foi aí que tudo começou a dar errado, dois grandes artistas de Poços de Caldas tiveram que deixar o projeto. Tivemos que readequar o projeto, bem nessa nova etapa, Minas entrou na onda roxa e tudo foi fechado novamente. Naquele período os projetos que seriam gravados não puderam ser, pensei em desistir, mas me veio um pensamento: posso convidar artistas para compor a programação. E, assim, pesquisei aqui em Poços de Caldas e em todo o Brasil, consegui fazer uma programação de qualidade. Do projeto anterior mantive o Festival de Monólogos e Cena Instantânea, que foram gravados no palco da Urca no fim de maio, também gravamos a leitura dramatizada, a roda de conversa, o Bboy Tieris, a contação de histórias e dois espetáculos vindos de Passos, O Cortejo Nossa Senhora do Rosário e o monólogo Parece que foi Ontem. Seguimos todos os protocolos de segurança e conseguimos autorização do Comitê da Covid para que algumas gravações fossem externas”, explica ele.

A equipe do festival é composta por Felipe Campos, Luiza Lopes, Bruna Caroline Vilela, Guilherme Alves Pereira, Deborah Soares, Luiz Munhoz, Thiago Ferreira.

A programação está bem diversificada, com dança, teatro de rua, circo, musical, drama, comédia, hip hop, teatro lambe-lambe, contação de histórias teatro para as crianças e para os adultos.

Para assistir só acessar o canal festival no Youtube, clicando aqui.

Programação

Dia 12 de junho

16h Alice no País do Sertão – Circademia Vertical – Poços de Caldas

19h Roda de Conversa – Cultura Popular, Folclore, Arte Urbana, Museologia Social. Guilherme Alves, Lucia Vera, Sonia Sanches, Gabriela Acerbi, Isabela Brasileiro, Felipe Campos.

20h Tieris Braido – Bboy Tieris – Original Crew – Poços de Caldas

20h Cortejo Nossa Senhora do Rosário – Trupe Ventania – Passos

Dia 13 de junho

16h Histórias Encaixotadas – Teatro Lambe-Lambe Varanda Teatro – São José do Rio Preto

16h30 Como Surgiu a Noite Grupo Teatral Bem-Me-Quer- Poços de Caldas

20h Barulho Grupo NucleArte – Poços de Caldas

Dia 14 de junho

20h Leitura Dramatizada, Quem Casa Quer Casa, da Cia. Mundano de Poços de Caldas

15 de junho

20h Espetáculo de Dança, Sol da Liberdade, do Union Crew de Poços de Caldas 16 de junho

20h Caravela da Ilusão – Espaço Núcleo – Limeira/SP

17 de junho

20h – Cenas Instantâneas – Desce um Cafezinho? – Poços de Caldas

17 de junho

20h15 – Festival de Monólogos – Troféu O Ator (Pablo Picasso)

18 de junho

20h – A Borboleta sem Asas – Teatro Musical de Poços de Caldas

19 de junho

16h O Patinho Feio – Trupe Investigativa – Nova Iguaçu – Rio de Janeiro

19 de junho

20h Parece Que Foi Ontem, – Passos/MG

19 de junho

21h – Premiação do Festival de Monólogos – Troféu O Ator (Pablo Picasso)

 

Publicidade

Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.