A primeira etapa do festival “Poços curte em casa”, realizado pela Prefeitura de Poços de Caldas, termina neste fim de semana. As apresentações musicais passeiam por diversos gêneros, com Nathália Diniz, Michele Costa, Grupo Leve e Tine Taga. Todo o conteúdo do festival está disponível no Youtube.

Projeto 3ª Nota

Neste sábado (8), às 18h, estreia o Projeto 3ª Nota – Em casa, uma forma de levar a música até os idosos, tão afetados pelas medidas de isolamento social, proporcionando um momento de descontração nesse período delicado.

Com Nathália Diniz, o show gravado tem uma hora de duração e traz clássicos do cancioneiro brasileiro, passando por bolero, samba, samba-canção, marcha-rancho, baião, xote, forró, música sertaneja de raiz e guarânia. Além do repertório recheado de preciosidades, o intuito é compartilhar informações culturais das canções, agregando história e música.

Especial Elis Regina

Ainda no sábado, às 19h, estreia o show “Vozes em Canto – Especial Elis Regina”, com a cantora Michele Costa. Em aproximadamente 60 minutos, a apresentação resgata e exalta a brilhante carreira de Elis Regina, mas sem esquecer que vivemos tempos diferentes. Num Teatro Benigno Gaiga vazio e jogo de luzes mais intimista, com William Batiston ao piano, Michele Costa comanda um show sem público, mas intenso e profundo, ressaltando aspectos únicos da trajetória musical de Elis Regina.

O futuro é hoje

Já no domingo (9), às 18h, será disponibilizado no canal do festival o show “O futuro é hoje”, do Grupo Leve. A apresentação conta com músicas autorais, que narram experiências vivenciadas e conteúdos importantes transformados em letras, com uma levada empolgante e muito suingue. Castor, Leopac e Chikão chegam com o rap que usa influências de outros estilos musicais como jazz, soul, bossa nova, funk e MPB.

Deslimites

Às 19h de domingo estreia o documentário “Deslimites: um show memorável”, de Faustine Taga, Guilherme Reche e Valber Rodrigues. O documentário retrata o processo de criação do espetáculo “Deslimites: na beira do caos”, vencedor do Prêmio Benigno Gaiga de Fomento ao Teatro em 2018.

A peça conta a história da artista trans Fautine Taga em Poços de Caldas e tem direção de Valber Rodrigues. O título do espetáculo é inspirado em um poema de Manoel de Barros. A proposta retrata sentimentos, diálogos e canções autorais do duo D’ons Maria, formado por Tine Taga e Guilherme Reche, que também foram retratados na peça. O vídeo tem ainda um relevante conteúdo sociocultural que pretende dar voz à diversidade e ao modo peculiar de vida de quem decide se aventurar e sentir.

Publicidade

Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.