O rapper poços-caldense Felibriza tem apostado no audiovisual como linguagem e ferramenta para ampliar o alcance das suas músicas. Natural da zona sul de Poços de Caldas, o músico pretende lançar este ano um som por mês, acompanhado de uma produção audiovisual.

O último lançamento do rapper, “Eu memo”, ocorre em cima de um sample do Led Zepellin. A composição tem o instrumental assinado por Formiga e bateu em menos de um mês a marca de cerca de 4 mil visualizações no canal da Rapflix. A identidade visual e o lyric vídeo foram desenvolvidos por Gustavo Henrique, integrante da produtora Straditerra.

O projeto conta também com parcerias nas composições, como é o caso da música “Rascunho de risco”, escrita em parceria com Tony Martins e com produção audiovisual assinada por Gustavo Henrique. Dono de um flow único, rima nas batidas de boombap e trap versando uma lírica carregada de vivências de rua, ponteios sociais e reflexões universais. Uma década após sua primeira gravação, o artista está consolidando seu trabalho.

Em 2020, já acumula cinco lançamentos com músicas gravadas no estúdio Relaxa Manin, que conta com direção musical e pós produção do Formiga, que também assina vários instrumentais do MC. Acumulando uma trajetória de dez anos de trabalho e disciplina, o MC de Poços de Caldas vem atingindo um alcance cada vez maior no cenário do rap nacional, com ouvintes em várias cidades do sul de Minas Gerais além de outras localidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus.

O audiovisual é recorrente no trabalho de Felibriza que, além de MC, é também produtor cultural e idealizador do projeto Rapflix, ao lado do também produtor Rafael Abrão, uma plataforma que une artistas de todas as regiões da cidade e propõe uma nova maneira de fazer e propagar música. Pelo canal da Rapflix os produtores já lançaram 9 episódios da série homônima, e com um trabalho em rede com outros artistas da cidade, a ação, produzida de maneira independente, já alcançou 33 MC`s.