O espetáculo teatral “Os Conflitos de Josefina”, de Poços de Caldas, foi selecionado para o Profesteatro, festival nacional que acontece de 27 a 31 de maio. Essa é a sexta edição do evento, que desta vez será realizado online, devido à pandemia de covid-19.

A peça, com texto de Cassinha Lopes e direção e atuação de Clisthenis Betti, será apresentada no dia 28 de maio (quinta-feira), às 19h. A transmissão ocorre no canal do festival no Youtube, além de Facebook e Instagram.

Peça foi criada há 10 anos, mas passou por adaptações (fotos: Emerson Noronha/divulgação)

“Para nós, da Companhia de Teatro Monteiros e Lobatos, é uma grande felicidade. Esse ano a companhia comemora 20 anos de existência, o espetáculo completa 10 anos e eu completo 30 anos de carreira, é uma tripla comemoração pra todos nós. Só de ser classificado é muito gratificante. Nesse tempo de pandemia e isolamento, nós das artes estamos todos sem trabalho. O idealizador do festival, João Sabará, foi um visionário em recriar o evento. Ele renasce de forma online, muito importante, e serve também para que os responsáveis pelo setor cultural percebam esse novo caminho de fazer e levar cultura e arte”, comemora Clisthenis.

A peça

A montagem é baseada em depoimentos de mulheres que frequentavam o Grupo de Apoio à Mulher (GAM), que atendia vítimas de violência doméstica. Nestes dez anos de apresentações, o texto passou por diversas mudanças, com o objetivo de ser cada vez mais representativo. “Procuramos trazer mais as causas feministas para a peça, humanizando os conflitos que existem no ambiente doméstico”, explica o diretor.

Para a advogada e cientista social Maria Cláudia D’Arcadia, espectadora assídua do espetáculo, “Josefina é como se fosse grande amiga. São muitos anos convivendo com suas histórias que trazem um afeto peculiar e, por vezes, pedido de socorro. A sutileza com que sua história é abordada faz com que muitas mulheres se identifiquem, tanto nas questões de sobrecarga doméstica quanto de violência. Ainda consegue trazer amor e humor. Texto e atuação impecáveis, onde todas somos pouco ou muito Josefina”.

Apresentação online será dia 28 de maio, às 19h

A mestre em educação e pesquisadora de gênero Andréa Benetti conta que a peça proporciona ao público acompanhar a percepção gradual de uma relação violenta e abusiva: “É impressionante como a peça foi ampliando seu corpo crítico com o decorrer do tempo e das apresentações, ganhando uma dimensão artística de cunho social. Josefina nunca foi somente uma comédia, desde o início é uma peça que trata das angústias e anseios de uma mulher trabalhadora da casa. Engraçada, porque a interpretação do Clisthenis Betti nos remete ao cotidiano comum de uma cidade e vizinhança de interior, com suas fofocas, rotina e mesmice, que nos identifica com o dia a dia, mas genialmente articulada com uma realidade bastante dura para as mulheres submetidas à violência e ao descaso dos companheiros e à rotina exaustiva do lar”.

Ficha técnica

Autora: Cassinha Lopes
Direção e atuação: Clisthenis Betti
Produção: Leandro Campos
Sonoplastia: Gui Guerriero
Iluminação: Felipe Campos
Contrarregra: Jacque Ferrari
Fotografias: Emerson Noronha
Filmagem: Tiago Ferreira

Publicidade

Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.