A Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), através do Laboratório de Poços de Caldas (Lapoc), voltou a integrar a Comissão das Águas da Câmara Municipal, reativada neste ano. Dois servidores foram adicionados como membros da comissão, que tem como objetivo analisar os agravos ambientais com repercussão nas águas e realizar estudos para a elaboração do Plano Diretor de Recursos Hídricos.

Publicidade

Em 2012, a comissão emitiu um relatório técnico avaliando a qualidade das águas que atravessam o município. A primeira reunião do novo grupo foi realizada no último dia 17, de maneira online.

Alexandre Pereira de Oliveira, servidor da CNEN, avaliou o retorno dos trabalhos como fundamental para que se mantenha um canal de comunicação direto com o Legislativo municipal e com os demais órgãos integrantes, em especial os comitês de bacias hidrográficas. “Este canal traz transparência principalmente à atuação regulatória da CNEN com relação à antiga mina de urânio da INB em Caldas, atualmente iniciando sua fase de descomissionamento, que é o estágio em que o local é restituído a condições próximas às originais”.

O Grupo Especial de Trabalho será composto, além dos integrantes da Comissão Permanente de Meio Ambiente da Câmara Municipal, por representantes dos seguintes órgãos: Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente; Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE); Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (Assemae); Comitê de Bacias Hidrográficas Mogi e Pardo – GD-6; Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande; Laboratório de Poços de Caldas da Comissão Nacional de Energia Nuclear; Indústrias Nucleares do Brasil (INB); Universidade Federal de Alfenas (Unifal), campus Poços de Caldas – Faculdade Pitágoras, campus Poços de Caldas.


Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.