A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) se uniram para prender um homem com condenações que somam 35 anos na quarta-feira (24). O alvo é suspeito de liderar uma quadrilha especializada no crime do “sapatinho”, extorsão mediante sequestro que consiste em fazer funcionários de banco e suas famílias reféns.

Suspeito estava circulando pelas rodovias da região (fotos: PRF)
Publicidade

A prisão do criminoso, foragido da Justiça, ocorreu no quilômetro 517 da BR-146, em Poços de Caldas, quando os policiais abordaram o veículo, com placas de Ponta Porã (MS), cujo motor tinha queixa de furto/roubo.

Em consulta aos sistemas criminais, os policiais também descobriram que o motorista, Yuri Mendes Máximo, conhecido como Lúxuria, de 23 anos, estava foragido da Penitenciária de Ribeirão das Neves (MG) após ter tido o benefício para trabalho externo, com saída temporária.

De acordo com os levantamentos, o rapaz é chefe de uma quadrilha com suspeição de participação em crimes bancários nas cidades de Alfenas, Paraguaçu, Muzambinho e Coqueiral. Ele também estaria envolvido em outros crimes, como tentativa de homicídio e roubos a agências dos Correios. Além disso, ele é conhecido do meio policial por agir fora da lei desde a adolescência, ainda na cidade de Muzambinho.


Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.