Publicidade

Um abaixo-assinado online está reunindo moradores de Poços de Caldas contrários ao retorno das aulas presenciais nas escolas locais. O grupo que iniciou o movimento é formado por pais de alunos e profissionais da educação, entre outros.

Publicidade

O objetivo do documento é adiar o retorno das aulas presenciais nas redes pública e privada de ensino. O abaixo-assinado será encaminhado às autoridades e apresenta como justificativa os graves índices atuais da pandemia de covid-19, como a recente marca de 70% de ocupação dos leitos de UTI.

“Sabemos que ao colocarmos 20 crianças em sala de aula estaremos gerando 808 contatos cruzados e aumentando fortemente a circulação de pessoas em nossa cidade. A continuidade das aulas remotas contribui para a manutenção dos índices de isolamento social e impede a propagação do vírus. Os prejuízos do retorno das aulas presenciais serão sentidos por toda a população poços-caldense, tendo em vista que poderemos estar diante de mais casos de contaminação, internação e mortes”, argumenta o grupo.

A preocupação não se restringe aos alunos, mas passa também pelos profissionais da educação e por familiares, em especial os idosos com quem as crianças convivem. Por enquanto, o abaixo-assinado conta com mais de 300 assinaturas. Segundo Gabriela Regina Rocha, mãe que faz parte do movimento, “Estamos passando por uma pandemia onde não sabemos até que ponto é verdade ou mentira. Estamos em um beco sem saída onde o que nos resta é apenas lutar”.

Ela ainda apela para que todos assinem: “Precisamos do apoio de todas mães e pais que são contra a volta as aulas nesse momento tão delicado, a rede pública de ensino não tem a infraestrutura necessária para acolher as crianças e adolescentes neste momento. Queremos que nossos filhos e filhas voltem seguros para uma sala de aula. Um ano letivo pode-se recuperar, uma vida não”.

Para assinar, clique aqui.

 


Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.