A filha de um casal de Bandeira do Sul viu quando o pai matou a mãe, de 34 anos, a facadas, na noite do último domingo (18). Após ferir a companheira com 13 golpes, Adilio Sérgio Gomes, 40 anos, comerciante, fugiu e ainda não foi localizado.

Adílio fugiu após o crime e ainda não foi encontrado (foto: Divulgação)

O crime aconteceu às 18h40, na casa da família. Profissionais do hospital da cidade atenderam a vitima, mas ela não resistiu.A filha, de 18 anos, contou à polícia tudo que aconteceu. Ela disse que os pais passaram a tarde em um sítio e acabaram se desentendo por causa da porta de uma geladeira aberta. Já em casa, ela estava no quarto quando ouviu gritos. Ao sair no quintal para ver o que estava acontecendo, viu sua mãe caída, já com a roupa suja de sangue. A avó então falou para que entrasse em casa. Ao ouvir novos gritos, ela saiu e viu sua mãe abrir a porta e cair no chão e seu pai desferido mais golpes nas costas dela.

O crime também foi flagrado pela mãe do autor, que precisou ser encaminhada para atendimento médico devido ao choque. Uma vizinha viu quando o homem deixava a casa e teria ouvido dele que deveria ir até sua casa “ver a besteira que tinha feito”.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e constatou que a vítima foi morta com 13 facadas, em razão de ferimentos constatados na região do abdômen, oito na região dorsal, três nas pernas e um na mão.

A arma utilizada, com 15 centímetros de lâmina, foi abandonada no local e recolhida pela perícia técnica. O corpo foi removido pela funerária de Botelhos para o IML de Alfenas. Segundo a PM, foi realizado intenso rastreamento, com comunicação às cidades vizinhas, mas sem sucesso na prisão do autor, até o momento.

Adílio era comerciante na cidade e candidato a vereador.


Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.