A Polícia Militar de Poços de Caldas registrou sete casos de estelionato na quarta-feira (23). As redes sociais foram o principal meio utilizado pelos criminosos para enganar as vítimas.

Empréstimo

No golpe do falso empréstimo, uma mulher foi atraída por um anúncio no Facebook, sendo direcionada para um site no qual encontrou um contato de WhatsApp e iniciou as negociações para um empréstimo de R$ 5 mil.

A vítima repassou seus dados pessoais e o golpista pediu que ela depositasse R$ 250 para liberação do valor. Como ela não tinha essa quantia, foi solicitado que depositasse R$ 150. Cerca de meia hora depois do depósito realizado foram solicitados mais R$ 350, negados pela mulher. O estelionatário bloqueou o número da vítima no WhatsApp e ela constatou que se tratava de um golpe.

Compra

Uma mulher entrou em contato com o golpista, via WhatsApp, após ver anúncio de venda de biquínis no Instagram. Após negociar a compra, foram pagos R$ 415. A vítima foi informada que em até dois dias úteis receberia o código de rastreio. Passado esse período, ela entrou novamente em contato e não obteve retorno.

Boleto

Um homem caiu em um golpe ao imprimir o boleto de um financiamento. Ele contou à PM que no dia 4 deste mês foi a uma gráfica e pediu a impressão de um boleto. Os atendentes da gráfica repassaram a ele o número de um WhatsApp, por onde a vítima fez contato e recebeu um boleto em seu nome. O pagamento, no valor de R$ 508, foi realizado em seguida.

Foi no só no dia 19 que a vítima recebeu cobranças do financiamento e descobriu ter caído no golpe do boleto falso. Outro homem caiu em um golpe semelhante: ele pagou um boleto de R$ 599,01 após comprar um produto em um site falso.

Compra

Um comerciante teve um prejuízo de R$ 1.945,50 ao vender produtos de sua loja a uma mulher. Ele contou que a golpista adquiriu várias peças e combinou o pagamento para o dia 18, porém não quitou o débito. A vítima descobriu que a mulher deu nome falso e conseguiu chegar até ela através de advogados, porém a mesma não sinalizou nenhuma data para pagar a dívida.

Carro

Ao tentar comprar um carro pela internet um homem perdeu R$ 29 mil. Ele disse que viu o anúncio de uma camionete pelo valor de R$ 32 mil e fez contato com o suposto vendedor. Posteriormente, recebeu contato de terceiro, que disse ser o proprietário do veículo e o ofereceu pelo valor de R$ 24,9 mil à vista.

Com o desconto, a vítima acertou a compra e depositou o valor em três contas diferentes. Depois disso, não conseguiu falar novamente com o vendedor.

WhatsApp clonado

Uma mulher contou à polícia que recebeu uma mensagem do número que pertence a uma amiga sua, pedindo R$ 1.350 emprestados. Ela fez a transferência e só mais tarde soube, através do noivo da amiga, que o aplicativo dela havia sido hackeado.


Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.