A notícia da possibilidade de falta de água na Zona Leste foi divulgada pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) de Poços de Caldas na tarde desta quinta-feira (3). Segundo o departamento, além da estiagem, a ação ilegal de produtores rurais que estão utilizando água sem outorga ou muito acima do permitido comprometeu as operações da Estação de Tratamento de Água – ETA 1, que atende 34 bairros, a maioria na Zona Leste da cidade.

“Nesse momento de estiagem e pandemia, é necessário o uso consciente da água, por todos os cidadãos. Fizemos visita a uma plantação na Zona Leste que está agindo ilegalmente, pois não possui outorga e registramos por vídeos e fotos o desperdício e volume de água usada, sem autorização. Constatamos ainda que estão apenas arrendando a terra para a plantação, empregando inclusive trabalhadores de outras cidades, ou seja, sem vínculo algum com o nosso município. Essa captação irregular e uso irracional da água nos preocupa muito porque é uma ação recorrente e que tem prejudicado muito os serviços do DMAE. Não somos contra produtores rurais, principalmente aqueles que trabalham em prol do município e seguindo as leis. Contudo, é preciso pensar na coletividade e a água que estão usando em demasia está faltando nas casas, o que não podemos permitir, ainda mais nesse momento de pandemia. Estamos trabalhando junto às autoridades ligadas ao meio ambiente e buscando através dos órgãos competentes, inclusive com o apoio do Ministério Público, a resolução desse problema buscando coibir essa prática ilegal e predatória”, ressaltou o diretor do DMAE, Paulo César Silva.

O DMAE não informou por quanto tempo a água estará racionada na região.


Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.