Um homem de 26 anos simulou ter sido assaltado e chegou a chamar a polícia após ter perdido o dinheiro que recebeu e que pertencia à empresa em que trabalha. O caso foi descoberto e ele vai responder por falsa comunicação de crime.

O homem procurou a PM no cruzamento da rua Minas Gerais com Ceará e contou que era funcionário de uma empresa de estacionamento rotativo em Poços. Disse que teria sido assaltado por volta das 15h20, quando dois homens se aproximaram dele de moto. Ele chegou a descrever o veículo e os capacetes que os autores usavam. Contou ainda que o passageiro teria puxado a gola da sua camisa e que tomou dele com violência o celular da empresa e R$120,00.

Os policiais começaram apuração do caso para identificar os autores. Foi então que dúvidas sobre o crime começaram a aparecer, como o fato de nenhum circuito interno de câmeras dos comércios próximos terem registrado algum fato do tipo.

Uma hora e meia depois, o gerente da empresa acionou a polícia e disse que um cliente entregou o aparelho celular que teria sido subtraído. Ele contou que ao chegar em casa, o homem notou que o celular estava preso no pára-brisa traseiro do seu carro.

O funcionário foi novamente questionado sobre os fatos e confessou que havia perdido o dinheiro. Por medo de perder o emprego, colocou o celular no carro do cliente e criou a história do assalto.

O homem recebeu voz de prisão em flagrante por ter comunicado falsamente um crime. Ele foi encaminhado à delegacia, assinou um termo circunstanciado de ocorrência e foi liberado.