A Alcoa divulgou o balanço das ações sociais de 2019 na região. O investimento social da companhia nesta área foi 105% superior em relação a 2018.

“Passamos de R$ 1.635.758,64, em 2018, para R$ 3.364.599,17, em 2019”, destaca Walmer Rocha, gerente de Operações da Unidade. “Estes valores referem-se a recursos do Instituto Alcoa, da localidade e das leis federais de incentivo à cultura e ao esporte, que permitiram viabilizar dezenas de iniciativas, beneficiando milhares de pessoas de Poços de Caldas, Andradas (MG) e Divinolândia (SP) e movimentando 160 voluntários da Unidade”.

Ação Comunitária Menina-Mulher, uma das atividades realizadas em 2019 pela Alcoa em Poços de Caldas (fotos: divulgação)

Em 2019 foram aprovados quatro projetos através do Programa de Apoio a Projetos Locais, nas áreas de Geração de Trabalho e Renda, Empreendedorismo e Educação, das instituições Coopersul e A Guarda-Chuva, de Poços de Caldas; Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Andradas, e Escola Municipal de Ensino Fundamental Euclides da Cunha, de Divinolândia. Além disso, foram realizadas 10 ações comunitárias (ACTIONs), a 11ª edição da Ação Comunitária Menina-Mulher, o Programa ECOA e duas edições do Programa Cultivando a Mata Atlântica. Os recursos dos incentivos fiscais viabilizaram a apresentação dos espetáculos do Conexão Sustentável Alcoa e Festival Mundaréu, o Projeto Retratos da Terra, além da extensão do Projeto Cricket para mais 650 crianças e adolescentes, com idade entre 6 e 16 anos. Também foram destinados recursos para patrocínio e apoio a eventos, além da reforma do Posto de Saúde de Campestrinho, em Divinolândia.

“Estes números são motivos de muito orgulho para todos os Alcoanos”, completa Walmer. “Eles mostram o resultado do trabalho conjunto entre a área de Assuntos Institucionais, a Equipe Líder de Relações Institucionais, o Conselho Consultivo de Relações Comunitárias, os voluntários, os dirigentes das instituições beneficiadas, e Conselho e Diretoria do Instituto Alcoa. Todos com um único objetivo: contribuir para o desenvolvimento sustentável das comunidades”.

ACTION em prol da Coopergore, um dos 10 realizados em 2019, envolveu alunos da Escola Municipal MamudAssan e incentivou a coleta seletiva de óleo no bairro Vila Rica

Para as instituições, estes investimentos têm um impacto muito forte e um exemplo é a Coopersul, cooperativa de coleta e processamento de material reciclável, contemplada com o projeto Recicla Vidas, que prevê a adequação do espaço, aquisição de equipamentos e automação de atividades. “É um projeto muito importante para nós, pois ajudará a valorizar o catador, garantindo melhor qualidade de vida e agilidade no trabalho de coleta seletiva”, destacou Samir Trindade, presidente da Coopersul. “Estas melhorias ampliarão a renda e a atuação da Cooperativa, contribuindo, consequentemente, com a preservação do meio ambiente urbano e rural, evitando que materiais com potencial de reutilização e de reciclagem sejam destinados a aterros”.