- Publicidade -
25 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Poços tem situação de alerta para dengue; confira as regiões com mais focos de mosquito

- Publicidade -
divulgação

De 22 a 26 de janeiro, os agentes de Endemias da Secretaria de Saúde percorreram 3.919 imóveis de diversos pontos de Poços para a realização do Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Mosquito Aedes aegypti (LirAa), transmissor de dengue, zika e chikungunya.

No geral o índice de infestação predial no município ficou em 3,3%, o que representa situação de alerta e médio risco para ocorrência de epidemia de dengue e outras arboviroses. Das sete regiões pesquisadas, uma foi classificada com baixo risco (central), três com médio risco (centro-leste, centro-sul e oeste) e duas com alto risco (sul e leste).

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

Do total dos imóveis visitados, foram encontrados 143 focos positivos do mosquito Aedes aegypti em 106 imóveis. Deste total, apenas cinco focos foram encontrados em terrenos baldios, o que significa que 95,3% dos focos estavam em residências.

Outro dado importante evidenciado pela pesquisa é que 45,5% dos focos são classificados como depósitos de água móveis (vasos de plantas, frascos plásticos, pingadeiras, recipientes de degelo de geladeiras, bebedouros de animais, entre outros), e 37,8% depósitos de água passíveis de remoção (pneus, lixo, sucatas, entulhos, entre outros). Ou seja, a grande maioria dos focos (83,3%) são de fácil eliminação ou remoção.

Estes resultados mostram que o combate ao Aedes aegypti necessita de um esforço coletivo entre o poder público, de forma multissetorial, e a população, pois com medidas simples e rápidas no nosso dia a dia conseguimos reduzir a infestação do mosquito em nosso município. Nos próximos dias a Divisão de Vigilância em Saúde Ambiental, através da equipe de agentes de combate às endemias, realizará diversas ações de mobilização social e educação em saúde e intensificação de visitas domiciliares nas regiões de maior risco, além dos trabalhos de rotina, como visitas em pontos estratégicos (ferros-velhos, cemitério, depósitos de sucatas, entre outros), pesquisa vetorial especial nas localidades com casos suspeitos e bloqueio de transmissão nas localidades com casos confirmados.

 


Clique aqui para receber as notícias do Poços Já no WhatsApp.

Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Don`t copy text!