- Publicidade -
21.8 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Procon Poços alerta sobre ‘golpe do Google’

- Publicidade -
imagem ilustrativa

O Procon Poços está orientando os consumidores, especialmente donos de empresas, para o “golpe do Google”. O contato é feito via ligação telefônica, quando uma pessoa, se dizendo representante do Google, entra em contato oferecendo atualizações no cadastro para que a empresa possa ser localizada pelos clientes com mais facilidade.

Para efetivar a atualização, o golpista pede para a pessoa que atendeu a ligação (proprietário ou funcionário) assinar um papel, encaminhado via e-mail ou WhatsApp, alegando que é apenas para fins cadastrais e que a atualização seria um serviço gratuito. Com o documento em mãos, as vítimas acabam assinando esses papéis, muitas vezes sem ler ou sem conhecimento e reenviam para essa suposta empresa. O susto vem na sequência, ao receber boletos de contratação de serviço.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

“Geralmente os boletos chegam após os sete dias que a pessoa teria o direito de cancelar o contrato. Os boletos são referentes à contratação de empresa de marketing, que cobra valores altíssimos pelo serviço e também para o cancelamento”, informa a coordenadora do Procon local Fernanda Soares.
Ao não efetuar o pagamento dos boletos, a empresa acaba sendo negativada. O Procon Poços recebeu duas notificações do golpe só nessa semana. O Procon orienta para que os empresários alertem seus funcionários quanto à prática recorrente deste golpe e que jamais repasse informações da empresa e/ou assine documentos encaminhados via telefone ou e-mail sem a análise prévia do setor jurídico, uma vez que o Google não pede atualizações cadastrais.

A empresa que aplica o golpe geralmente dá a negativa ao Procon, uma vez que o contrato foi assinado, ainda que por pessoa que não tem poderes para representar a empresa vítima.
Desta forma, a empresa terá que procurar um advogado ou advogada de sua confiança ou a Defensoria Pública para promover a rescisão contratual por via judicial.

A orientação por parte do Procon é que haja mais atenção, especialmente ao repassar informações via telefone e assinar documentos sem certificar do que se trata. O cancelamento desse contrato gera multa e o empresário pode acabar no prejuízo.

 

 


Clique aqui para receber as notícias do Poços Já no WhatsApp.

Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!