Publicidade

Os vereadores Diney Lenon (PT) e Regina Cioffi (PP) apresentaram, nesta terça-feira (24), o projeto de lei que autoriza o município a conceder subsídio ao transporte coletivo em Poços de Caldas. A proposta, que reduz o valor da tarifa, será encaminhada para análise das assessorias e comissões permanentes da Casa.

Segundo Diney Lenon, idealizador do projeto, a medida teve êxito em outros municípios como, por exemplo, Pouso Alegre. “A proposta foi apresentada a partir de exemplos de cidades que conseguiram reduzir a tarifa, a exemplo de Pouso Alegre, e contou com a assinatura da minha colega de plenário por entendermos que o custo da tarifa tem pesado demais no orçamento das famílias que fazem uso do transporte coletivo. A iniciativa por parte do Poder Legislativo é autorizativa e busca contribuir com o processo de construção do tão esperado subsídio ao transporte público com vistas às melhorias demandadas pela população e também à redução da tarifa de transporte”, afirmou o vereador.

Para Regina, a expectativa é que o projeto de lei, após a devida tramitação e discussão com os vereadores, possa ser aprovado. “É uma proposta autorizativa ao Executivo para que a população não sofra com o aumento da tarifa, principalmente diante das grandes dificuldades econômico-financeiras por que passa o país. O transporte público faz parte da necessidade básica, é o direito de ir e vir, a um custo mais acessível. Em última análise, o que desejamos é a diminuição da tarifa, beneficiando assim a população”, ressaltou.

Diney Lenon pontuou que a população tem reivindicado melhorias nos horários e linhas disponíveis e que, agora, com o novo contrato, há condições legais para a aprovação do subsídio. “Estou disposto a defender os interesses da população e o projeto apresentado não possui bandeira partidária. A maior prova é a união entre os vereadores proponentes que compõem campos políticos distintos, mas entendem que a proposta representa sim uma demanda legítima e muito justa da população”, destacou.

O Projeto de Lei n. 56/2022 prevê a fixação da Tarifa Social, que deverá ser acompanhada de estudos que justifiquem os valores correspondentes para o subsídio, exigindo do município a fiscalização sobre os dados que compõem o custo da tarifa de transporte. O artigo 2º da proposição estabelece a concessão do subsídio à empresa concessionária de transporte público. Nesse ponto, os autores destacam que o subsídio tem por objetivo, essencialmente, a redução da tarifa, que atualmente é de R$ 5,60.

Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade

Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.


Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade