Publicidade

Na tarde desta terça-feira (22), o presidente da Câmara de Poços de Caldas, vereador Marcelo Heitor (PSC), anunciou em entrevista coletiva a devolução de R$ 1,5 milhão à Prefeitura para que as cirurgias eletivas sejam retomadas. Na oportunidade, o Executivo informou que também destinará R$ 1,5 milhão para a área.

O evento contou com presença dos vereadores, do prefeito Sérgio Azevedo, do vice-prefeito Júlio César de Freitas, do secretário de Saúde Carlos Mosconi e demais secretários municipais, do superintendente do Hospital da Santa Casa Ricardo Sá, do diretor do Hospital Santa Lúcia Dr. Assad Aun Netto e de servidores da Câmara.

Valor será utilizado para cirurgias eletivas (foto: Juliano Borges/Poços Já)
Publicidade

Ao longo dos últimos anos, o Legislativo de Poços tem feito o repasse de recursos ao município ao final de cada exercício, a fim de que a Prefeitura possa arcar com diversas despesas, entre elas as referentes ao 13º salário dos servidores. No entanto, em 2021 a questão das cirurgias tem gerado grande preocupação.

“Toda a Câmara vem discutindo a necessidade de retomada das cirurgias, visto que, com a pandemia, a situação se agravou ainda mais, com uma fila de espera muito grande. Ciente desse problema e em conversa com o prefeito Sérgio Azevedo e demais vereadores, resolvemos antecipar parte dos recursos que sempre são devolvidos no final do ano para que as cirurgias possam acontecer novamente”, ressaltou Marcelo Heitor.

O presidente afirmou, ainda, que essa devolução só é possível graças ao trabalho interno que é feito pela Casa. “É uma contribuição dos vereadores e dos servidores do Legislativo, que não medem esforços para uma gestão eficiente dos recursos públicos. Temos nossas prioridades sim, até mesmo de estrutura, algumas até já foram feitas, mas nesse momento não podíamos deixar de pensar na Saúde e nas cirurgias. A população aguarda ansiosa pelos procedimentos e, agora, com o apoio de todos os envolvidos, estamos dando um passo importante”, declarou.

Segundo o prefeito Sérgio Azevedo, essa união entre Executivo e Legislativo possibilitará avanços na Saúde. “Não é somente Poços de Caldas que está passando por esse problema não, é o Brasil inteiro. As cirurgias foram proibidas durante a pandemia para que fossem destinados todos os esforços para tratamento da covid-19. Por isso represou muito, realmente, os exames e as cirurgias eletivas. Agora é hora de recuperar. O Brasil inteiro está tentando uma solução e nós decidimos aí essa união de forças, a Câmara com uma iniciativa excelente, um valor extremamente significativo, e eu estou colocando o mesmo valor pela Prefeitura, somando R$ 3 milhões. E esse valor vai avançar muito na Saúde”, disse.

Sobre nova devolução ainda esse ano, Marcelo Heitor informou que a expectativa é que, até dezembro, outro repasse possa ser feito. “Iremos analisar junto à Assessoria Financeira essa questão, no entanto, como em anos anteriores e graças ao compromisso da Câmara, devemos sim devolver outra parte”, concluiu.

Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade

Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.


Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade