A Prefeitura de Poços de Caldas divulgou, nesta quarta-feira (6), uma nota sobre a denúncia de problemas encontrados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) feita pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Poços de Caldas (Sindserv). Segundo a Secretaria de Administração, as informações não procedem.

Um dos principais pontos levantados pelo sindicato é a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). De acordo com a nota, “a administração municipal preza pela saúde de seus servidores, destacadamente aqueles que trabalham na linha de frente no combate à pandemia do Covid-19. No caso específico da UPA, houve um desabastecimento pontual, provocado por atraso na entrega de alguns itens, fato que foi rapidamente resolvido pela Secretaria Municipal de Saúde, não trazendo prejuízos ao atendimento ou à segurança dos servidores do local”.

Publicidade

Entre outras questões, o sindicato também aponta a falta de espaço separado para atendimento de pessoas com suspeita de covid-19. “Quanto ao fluxo de atendimento aos pacientes que procuram a UPA e o Hospital de Campanha, os protocolos são seguidos à risca e os pacientes com suspeita de Covid são atendidos em salas separadas dos demais, observando-se todas as normas internacionais estabelecidas durante a pandemia”, alega a prefeitura.

Lembre o caso clicando aqui.


Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.