Publicidade

Sérgio Azevedo (PSDB) postou um vídeo em suas redes sociais para explicar aos seus seguidores o motivo que levou a Justiça a cassar sua candidatura a reeleição para a prefeitura de Poços de Caldas. A decisão julgou procedente a denúncia do Ministério Público de abuso de poder político, baseada no comparecimento do candidato a inauguração das unidades habitacionais do Residencial Vale dos Pinheiros, do programa Minha Casa Minha Vida. Pela sentença, proferida no último sábado (24), Sérgio está inelegível por oito anos e terá que pagar multa.

No vídeo, o candidato procura tranquilizar os seus seguidores, afirmando que a campanha continua e se defende dizendo que não usou o evento para se promover, embora tenha estado no dia da celebração dos contratos.

Publicidade

De acordo com Sérgio, a entrega poderia ter sido realizada na própria Caixa, mas à pedido da gerência da instituição e por conta da pandemia, foi solicitado um espaço maior, já que eram 244 pessoas. “Cedemos a eles o ginásio poliesportivo. Na execução dessa formalização, passei por lá por dez ou quinze minutos no máximo, exercendo meu papel de prefeito, vendo se estava tudo bem. Conversei com o secretário de Promoção Social, com os gerentes da Caixa, vi se estava tudo bem, cumprimentei algumas pessoas e fui embora. Não gravei entrevista, não falei em microfone, não fui anunciado. A maioria das pessoas nem percebeu que eu estava lá. Ou seja, não usei lá para me promover”.

A promotoria se baseou na “grande repercussão na mídia e redes sociais, o que configura, via de consequência, abuso de poder político, pois afeta a igualdade de oportunidade entre os candidatos nos pleitos eleitorais, configurando uso promocional em seu favor a distribuição de serviços de caráter social custeados ou subvencionados pelo Poder Público”.

A sentença foi proferida em 1ª instância e cabe recurso. “Sei que isso não pode fazer e não fiz em nenhum momento. Respeito a lei. Tudo será esclarecido a tempo. Para aqueles que querem ganhar a eleição no tapetão, eu digo que iremos ganhar com muito trabalho, nas urnas”, finaliza o candidato, que vai recorrer da decisão nos próximos dias.



Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.