O secretário de Saúde de Poços de Caldas, Carlos Mosconi, divulgou nesta terça-feira (15) uma declaração gravada em vídeo, na qual comenta o retorno ao trabalho após o isolamento domiciliar, devido ao teste positivo para covid-19. Mosconi ainda admite a aceleração da pandemia na cidade, mas afirma que está tomando medidas para que os leitos sejam suficientes nos hospitais locais, que também atendem pacientes da região.

Inicialmente, ele agradece as mensagens que recebeu durante o período de isolamento: “Foram muitas pessoas, muitas manifestações de solidariedade, de apreço, de apoio, de oração, de tudo. Isso tem um efeito extremamente positivo”.

Segundo o médico, toda a equipe da Secretaria de Saúde foi novamente testada e teve resultado negativo. Mosconi reforça a importância das medidas de prevenção, como distanciamento e utilização de máscaras.

O secretário ainda admite que a retomada econômica e turística causou aumento no número de casos:”Nós tivemos uma elevação da doença em Poços de Caldas, porque há um consenso aqui de que a economia tinha que abrir mais e foi o que foi feito”.

Poços de Caldas registrou, até ontem, seis dias consecutivos de mortes por covid-19 e recorde na ocupação de leitos de UTI, que está próxima dos 60%. Dos 33 leitos ocupados, 14 recebem pacientes são de outras cidades, o que também é destacado por Mosconi.

Vídeos foram divulgados na manhã desta terça-feira

“Estamos tomando as providências necessárias a fim de que não haja nenhum sobressalto nessa condição. Estamos conversando com as direções dos hospitais, de forma absolutamente responsável, e também cobrando atitudes que sejam coerentes e estejam de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde”, argumenta.

Em seguida, Mosconi finaliza a declaração e demonstra solidariedade às famílias dos mortos por covid-19.