O Governo de Minas Gerais informou, nesta quinta-feira (10), que atividades culturais e parques estaduais terão protocolos específicos para reabertura na onda amarela do Minas Consciente, plano estadual que regulamenta a retomada econômica e de outras atividades nos municípios. Museus, galerias, bibliotecas, parques e unidades de conservação deverão seguir a lógica modular, como a que foi implementada para academias de ginástica.

A decisão foi tomada na terça-feira (8) pelo Grupo Executivo do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coes Covid-19), e passa a valer no sábado (12). Veja abaixo como funciona essa nova fase.

Ondas

O Comitê Executivo Covid-19 decidiu, em reunião na quarta-feira (9), pelo avanço da macrorregião de Saúde Triângulo do Sul para a onda verde. A justificativa são índices controlados da doença e quantidade suficiente de leitos disponíveis. Por outro lado, a macrorregião Triângulo do Norte apresentou aumento no número de casos e, por isso, vai regredir para a onda vermelha.