A retomada do turismo e o horário livre para funcionamento de comércio e bares começam amanhã (14), em Poços de Caldas. Porém, em entrevista para o Poços Já, o secretário de Saúde, Carlos Mosconi, faz um alerta: “Se por acaso tiver retrocesso, nós vamos ter que recuar. Até hoje não precisamos recuar em nada. Espero que continue assim”.
Mosconi afirma que os indicadores e a estrutura de saúde de Poços permitiram dar prosseguimento na retomada econômica. “Precisou da equipe, nós temos a equipe. Precisou do leito, nós temos o leito. Temos reserva e um resultado razoavelmente positivo, o que nos dá uma margem pra abrir ainda mais. Abrimos as feiras, comércio, bares, restaurantes e academias e não aconteceu nada. Agora, abriremos comércio, bares, restaurantes e ônibus sem restrição. Tudo isso com contingenciamento. Vamos insistir nisso. Todo mundo vai ter que fazer a higienização das mãos e usar máscara. Quem puder, fique em casa”.
O secretário avalia o cenário atual de Poços na pandemia: “Estamos em uma curva ligeiramente ascendente, um platô praticamente. Os nossos índices de infecção são pequenos, os nossos leitos de UTI estão numa faixa tranquila, em torno de 20%, variando um pouco pra mais ou pra menos. Os casos positivos que estamos tendo são assintomáticos. Cumprem quarentena em casa, sem problemas. Semana passada, fizemos testes em 300 asilados da cidade. Os exames foram colhidos aqui e enviados pra um laboratório de São Paulo. Nenhum deles deu positivo. Nós temos dados animadores”.
Mosconi lembra que os moradores locais e turistas podem procurar o hospital de campanha, na rua Paraíba, caso tenham algum sintoma de covid-19. “A unidade de saúde funciona aos finais de semana, inclusive. A Votorantim nos procurou, pois quer montar lá um programa de telemedicina de primeiríssima qualidade. Enfim, estamos com uma boa estrutura. Por isso nós damos conta de tocar isso pra frente sem sangrar ainda mais a economia da cidade”.