Nesta segunda-feira (15) voltaram a funcionar as academias, dentro do processo de flexibilização do comércio, autorizado pelo Comitê Extraordinário Covid-19. Segundo a prefeitura, 51 academias foram autorizadas a retomar as atividades, incluindo as que funcionam dentro de clubes e condomínios.

Só hoje, mais de 25 receberam a vistoria da Vigilância Sanitária e, de acordo com Fernanda Soares, integrante do comitê e assessora jurídica do Procon, a maioria das academias atendeu às normas de contingenciamento. Ela destaca que a vistoria tem o objetivo de orientar. “Não vimos faltas graves. Posteriormente, se não atenderem ao pedido de regularização, elas podem ser notificadas, multadas e até mesmo interditadas”, explica.

Para poder reabrir, os responsáveis pelas academias receberam orientação presencial e tiveram que apresentar um plano de contingenciamento, aprovado pelo comitê. Os estabelecimentos poderão funcionar entre 6h e 22h.

 

Academias podem funcionar entre 6h e 22h

Segundo determinação do Comitê Extraordinário Covid-19, as academias podem funcionar exclusivamente com aparelhos de musculação. Os treinos aeróbico, funcional, aulas coletivas, natação, crossfit, lutas, corridas e caminhadas estão proibidos. “Além de averiguar o cumprimento desta determinação, os fiscais fazem a contagem dos aparelhos para fazer valer o espaçamento exigido, conferem o uso de máscaras e se as academias estão fazendo o intervalo de 20 minutos entre as turmas para a higienização do espaço”, relata Fernanda.

A fiscalização será constante e os clientes podem denunciar o descumprimento das determinações no e-Ouve ou nos telefones 153 ou 3697-2345.

 

Abaixo algumas das regras a serem seguidas pelas academias:

-Limitar o número de clientes dentro da academia para, no máximo, 50% da capacidade dos aparelhos de musculação, os quais deverão estar dispostos com o distanciamento mínimo de 2 metros quadrados sendo que, para condomínios, será permitida a permanência de 02 moradores e 02 profissionais de Educação Física por vez, sendo estes últimos responsáveis por todas as determinações impostas;

-Promover a permanência de cada aluno pelo tempo máximo de 40 minutos na academia, organizando os alunos em grupos de horários, os quais deverão começar e finalizar as atividades no mesmo período de tempo;

-Proibido o revezamento de máquinas e equipamentos;

-Realizar intervalo de, no mínimo, 20 minutos entre os grupos de alunos, onde a academia deverá permanecer fechada, permitindo que se faça a limpeza do local e aparelhos com água e sabão e posterior desinfecção com água sanitária, através de registro de limpeza (contendo data, horário e responsável), o qual deverá permanecer disposto em local visível para fins fiscalizatórios;

-Vedada a utilização de regata e luvas durante os treinos;

-A academia precisa disponibilizar dispensador e/ou borrifador de álcool líquido volume 70% a cada 4 metros quadrados, bem como, papel toalha para higienização dos equipamentos a cada uso;

– Proibida a entrada clientes que apresentem sintomas gripais;

-Exigir o uso de toalha individual durante a prática da atividade física;-

-Desativar bebedouros recomendando que aluno leve garrafa com água;

-Disponibilizar, se possível, locais distintos para entrada e saída de clientes;

– Manter ventilação natural durante todo o horário de funcionamento do estabelecimento desabilitando ventiladores e ar condicionado. Caso o local não possua ventilação natural, deverá promover a renovação do ar ambiente através do ar condicionado, na modalidade de exaustão, pelo menos 7 vezes por hora, realizando a troca dos filtros pelo menos uma vez por mês, mediante notas fiscais de comprovação.