Publicidade
Prefeitura de Poços de Caldas
Publicidade
Prefeitura de Poços de Caldas
Publicidade
Prefeitura de Poços de Caldas
Publicidade
Prefeitura de Poços de Caldas
Publicidade

A prefeitura abriu nesta quarta-feira (8) as candidaturas para o cargo de diretor técnico-científico da Fundação Jardim Botânico. O cargo comissionado, antes definido por indicação, agora será escolhido por uma comissão.

O lançamento do processo seletivo, inédito na administração municipal, ocorreu no gabinete do prefeito. O interessado precisa escrever uma síntese de até 10 linhas expondo as justificativas para concorrer à vaga. Essa síntese deve estar em anexo no currículo atualizado, que deve ser encaminhado para o e-mail diretoradm.fjbpc@gmail.com, até o dia 13 de janeiro (segunda-feira). Serão realizadas entrevistas entre os dias 20 e 28 e o resultado final será divulgado dia 30. O salário é R$ 3.257,08, além de benefícios, como vale-refeição de R$ 485 e vale-transporte.

“É um cargo técnico que vai ser escolhido por uma comissão, também formada por técnicos, sem interferência nenhuma do prefeito ou do presidente da Fundação. A comissão externa tem dois membros externos, entre eles dois professores universitários, com poder soberano, que vão escolher a pessoa mais adequada a ser nomeada”, explica o prefeito Sérgio Azevedo.

O objetivo do prefeito é que o procedimento seja transformado em lei. O projeto será encaminhado ao Legislativo ainda neste primeiro semestre.

O diretor-presidente do Jardim Botânico, Valdir Sementile, se mostrou animado com o processo seletivo, que pode nortear outras nomeações. “Por determinação legal eu poderia escolher alguma pessoa para preencher esse cargo, mesmo que fosse um amigo ou alguém indicado, mas um processo desse traz transparência e responsabilidade na escolha. E fico contente de um projeto importante e inédito ser executado no Jardim Botânico”, pontua.

Entre os membros dessa comissão formada para a seleção do novo diretor, está o professor de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Alfenas (Unifal) de Poços de Caldas, Romero Francisco Vieira Carneiro, que já trabalha em parceria com a fundação. Ele explica o profissional que estão procurando de ter perfil “nas áreas de biologia, agronomia, engenharia florestal ou ambiental, com viés voltado para área vegetal de conservação botânica, taxonomia de plantas, interação solo/planta, pesquisa e de condução de trabalhos de pesquisa, conservação de materiais e sementes”.


Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.