O governador Romeu Zema concedeu entrevista coletiva durante a tarde desta sexta-feira (20), em Poços de Caldas, antes da reunião com prefeitos da região. Entre os principais assuntos abordados estão o pagamento do 13º salário dos servidores estaduais e o acerto da dívida com a Prefeitura de Poços de Caldas, próxima dos R$ 40 milhões.

Segundo Zema, cerca de 60% dos servidores vão receber o 13º ainda neste ano. A medida já havia sido anunciada na quarta-feira (18) e inclui aqueles cujo salário seja de até R$ 2 mil. A previsão é que o restante seja pago quando for concluída a venda do nióbio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig).

Encontro acontece no Palace Hotel (foto: João Araújo/Poços Já)

Quanto ao pagamento dos cerca de R$ 40 milhões que o estado deve para Poços de Caldas, Zema reafirmou o compromisso de iniciar o acerto em janeiro de 2020, em 30 parcelas. Porém, citou a importância do projeto do Regime de Recuperação Fiscal para que o acordo seja cumprido.

“É extremamente importante, para que o Estado tenha condições de arcar com todos os compromissos, a aprovação do Regime de Recuperação Fiscal, que será enviado à Assembleia Legislativa no primeiro trimestre”, comentou.

Segundo Zema, o projeto prevê reforma da previdência, reforma administrativa e privatizações. O governador não respondeu mais perguntas e foi encaminhado em seguida para a reunião com os prefeitos.