Publicidade
Câmara-de-Poços-de-Caldas
Sistema do TSE ainda deve fazer redistribuição das cadeira da Câmara

O Tribunal Regional Eleitoral (TSE) deferiu ontem (5) a candidatura de Pedro Gonçalves Magalhães Junior, conhecido como Pedrinho da Zona Sul (PSDB).

O candidato teve 1342 votos nas eleições municipais no último domingo (2), mas como estava com a candidatura indeferida, os votos não foram computados e não apareceram no site oficial do TSE. Apenas ontem à tarde o juiz eleitoral de Belo Horizonte emitiu o parecer favorável à candidatura.

De acordo com Pedrinho, o processo no TRE estava em andamento devido a um questionamento de membros do Partido do Trabalhador (PT). “Eu sou conselheiro municipal de saúde, mas me afastei do cargo na data exigida pelo TRE. Como o PT não sabia disso, alguns membros fizeram um pedido de informação ao juiz eleitoral. Eu entreguei os documentos exigidos e consegui ter a candidatura aceita”, disse.

A expectativa é que Pedrinho, sétimo vereador mais votado da cidade, assuma a quarta cadeira do PSDB na Câmara Municipal. Segundo a chefe da 222ª zona eleitoral de Poços de Caldas, Lívia Stela Martins Zanatelli, a decisão da justiça pode causar mudanças tanto no PSDB quanto em outros partidos, já que um dos vereadores eleitos precisará sair do cargo. “A partir do deferimento da candidatura, o próprio Ministério Público ou membros dos outros partidos têm um prazo de 3 dias para entrarem com algum recurso. Se esse tempo passar, nosso sistema recalcula o número de votos de cada partido e refaz a distribuição de cadeiras por partido. Pode ser que saia tanto alguém do PSDB, quanto de qualquer outro partido”.

O candidato do Claudiney Marques (PSB) teve 991 votos, mas ainda está com a candidatura indeferida pelo TSE. Caso seja deferida, ele também deve assumir uma cadeira na Câmara.

Propostas

Esta é a terceira vez que Pedro Gonçalves Magalhães Junior concorre as eleições. Ele foi candidato a vereador em 2012 e deputado estadual em 2014, mas só agora conseguiu votos suficientes para entrar na Câmara Municipal. Primeiro morador eleito na Zona Sul, as principais propostas dele são voltadas para a região, que conta hoje com mais de 50 mil habitantes.

“Tenho um compromisso redobrado de representar muito bem nossa região. Minha principal proposta é fazer um mandato verdadeiramente participativo, quero me reunir com as pessoas de cada bairro, fazer um levantamento das necessidades e trabalhar em cima das prioridades. A primeira delas é o Paço Municipal, que vai trazer desenvolvimento e geração de empregos não só para a Zona Sul, como também para toda população de Poços de Caldas”, finaliza.

Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade
Laboratório Prognose
Publicidade

Quer receber as notícias do Poços Já direto no WhatsApp?

Clique aqui e entre em um de nossos grupos.


Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade
Nafar
Publicidade