terça-feira , 17 outubro 2017

Pais pedem ajuda para bebê com síndrome rara






Augusto, de um ano e três meses, foi diagnosticado com Síndrome de Stevens-Johnson.


Antes de tomar Gardenal, bebê não apresentava problema (foto: arquivo pessoal).

Uma intensa campanha tem tomado conta das redes sociais desde a última terça-feira (1º). A intenção é arrecadar itens necessários para ajudar o bebê Augusto Sebastian Aranda Souza, de um ano e três meses, que recentemente recebeu diagnóstico de Síndrome de Stevens-Johnson, doença rara que provoca surgimento de lesões avermelhadas em todo corpo.

“A síndrome apareceu quando ele teve uma convulsão e fez uso do Gardenal, no hospital e em casa. Com menos de 20 dias de uso, a doença se manifestou”, explica a mãe Bárbara Aranda Souza, de 19 anos.

A criança está internada na Santa Casa de Poços, onde passa por tratamento com antibióticos e os pais têm pedido ajuda à população. Entre os itens que a família mais necessita estão cesta básica, fraldas descartáveis tamanho G, fraldas de pano, leite e pomada para prevenir assaduras.

Interessados em ajudar podem entrar em contato com a mãe, pelo número 98431-6162.

Síndrome de Stevens-Johnson

A Síndrome de Stevens-Johnson é um problema de pele muito grave que, além das lesões avermelhadas, provoca dificuldade em respirar e febre, que podem colocar em risco a vida do paciente. Geralmente, surge devido a uma reação alérgica a algum medicamento, até três dias após a ingestão.

A síndrome de Stevens-Johnson tem cura, mas o tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível no hospital para evitar complicações graves, como infecção generalizada ou lesões nos órgãos internos, que podem dificultar o tratamento e colocar em risco a vida do paciente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *