sexta-feira , 15 novembro 2019

Casamento coletivo realiza sonhos em Poços de Caldas

Com abono das taxas, casais de baixa renda podem celebrar a união


Há muitos casamentos cheios de luxuosos, outros ousados e alguns mais simples. Em comum, todos têm a união voluntária entre duas pessoas. Para quem deseja celebrar o amor, o dinheiro não é obstáculo. Em Poços de Caldas, quase mil pessoas de baixa renda já realizaram esse sonho por meio das cerimônias de casamento coletivo.

O evento, realizado anualmente, está regulamentado no município pela lei 8.257. Em 2017 aconteceu a 12ª edição. Entre os beneficiados está Kamilla Colombo, que há seis anos planejava o casamento e conseguiu ser beneficiada pela lei. “ Por conta justamente de ser caro, decidimos cancelar o casamento. Foi quando soubemos sobre o coletivo e isso reafirmou nossa vontade de casar”, conta.

O casamento coletivo em Poços de Caldas já beneficiou mais de mil pessoas (foto: redes sociais)

Com o benefício do abono de taxas, um juiz se dispõe a doar seus serviços e o tribunal reserva um dia em especial para diversos casais comparecerem depois de se inscreverem previamente. Kamilla ainda conta que, além de todos os benefícios de estar legalmente casada, a lei contribuiu para realizar o sonho dela. “ Sim, eu fiquei muito feliz, ainda mais para quem não tem tanta condição, conseguir casar foi a realização de um sonho”, lembra emocionada.

Para participar do casamento coletivo é necessária a comprovação de renda (foto: redes sociais)

Segundo a Secretaria de Promoção Social de Poços de Caldas, o casal interessado deve comprovar baixa renda e morar na cidade no mínimo há três anos para ser selecionado. Além disso, os dois devem estar com o RG, CPF, certidão de nascimento atualizada, carteira de trabalho, comprovante de renda e de endereço para se inscreverem na unidade mais próxima do Centro de Referência a Assistência Social (CRAS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *