Patrocínio
Etapa contou com a participação de cerca de 500 atletas (foto: divulgação)

Por causa das chuvas dos últimos dias, a represa da Graminha, na cidade de Caconde/SP, estava quase em seu nível máximo neste domingo (24), criando um cenário incrível para os cerca de 500 atletas que participaram da Etapa Amor, a segunda do Circuito das Emoções da Copa Superação, no qual cada uma das nove etapas tem como tema um sentimento.

A brisa da represa e o circuito de terra em meio às árvores deram o tom da prova que, no Feminino, não contou com nenhuma surpresa. Vitória das poços-caldenses Mislene Aparecida Paiva, nos 5km e Márcia Gisele, nos 10km. Elas já haviam vencido a 1ª etapa, a Etapa Alegria, que aconteceu no mês de fevereiro na cidade de Andradas

Patrocínio

Mislene Aparecida, da equipe Corpus, terminou a prova de 5km com o tempo de 19min e 36seg e ficou muito feliz com mais esse grande resultado. “Foi uma corrida bem agradável, com um percurso muito gostoso e, graças a Deus, consegui mais uma conquista. Já havia vencido a primeira etapa e a ideia é participar de todas, sempre conquistando ótimos resultados como esse. Dessa vez o percurso foi tranquilo, o clima ajudou muito. Estou muito feliz”, contou Mislene ao Poços Já após a prova.

Outra atleta que conseguiu duas vitórias em duas etapas foi Márcia Gisele, dos Amigos Pé de Pano, que completou os 10km com o  tempo de 42min e 52seg, mantendo a hegemonia nesse tipo de prova. “Pretendo fazer todas as etapas e, se Deus quiser, vencer todas. Na prova em Caconde o clima ajudou, o fato do trajeto ser em meio às árvores foi muito gostoso. Foi um percurso bem diferenciado do que eu estou acostumada a fazer que é rua, esse foi ‘trail’ que é bem mais gostoso. Foi uma ótima prova”, revela Márcia Gisele.

As atletas de Poços, Márcia Gisele e Mislene Aparecida, campeãs dos 10 e dos 5km da Etapa Amor do Circuito das Emoções (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

No Masculino, hegemonia da equipe Corug, de Mogi Guaçu, com a vitória de Edmilson Nunes Amorim nos 10km, com o tempo de 32min00 e Victor Henrique Iria Vasco, campeão dos 5km, com o tempo de 16min e 14seg.

“Não tinha participado da primeira etapa porque participo de vários campeonatos e, infelizmente, aconteceu de eu ter prova no mesmo dia. Dessa vez consegui vir e foi muito legal. Foi uma prova bem rápida, com um nível bem forte. Fiz uma prova controlada, marcando o tempo do campeão da minha equipe nos 10km. O percurso foi em sua maior parte na sombra, o clima ajudou bastante, mas teve um grau de dificuldade maior por conta das subidas e dos obstáculos que tinham no chão. Mas, estou muito bem treinado, agradeço meu treinador e minha equipe que ajudou bastante e consegui entregar o melhor resultado possível, que foi ser campeão dos 5k”, explica Victor, atleta da cidade de Mogi Guaçu, no interior paulista.

No masculino, os melhores competidores de Poços foram Mauro Ferreira, dos Amigos Pé de Pano, que terminou os 5k na 7ª colocação, com o tempo de 17min e 20 seg e Fernando Sandy, também do Amigos Pé de Pano, 3º colocado nos 10km, com o tempo de 35min e 38seg.
Fernando Sandy, além de representar bem Poços como sempre faz em todas as provas que participa, também mostrou seu lado empreendedor, já que, além de correr, aproveitou a prova para vender pasta de amendoim artesanal, produto feito por ele próprio, pensando em oferecer algo saudável e saboroso para os atletas.

Fernando Sandy, destaque como atleta e empreendedor (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

“Essa foi a terceira corrida que levei meu produto. É um projeto que começa tímido, mas graças a Deus as pessoas têm elogiado e tenho tido um feedback muito bom. Eu pratico esporte a um bom tempo, então eu procura agregar produtos que tenham um bom valor nutricional e estou levando isso para as pessoas. Quanto ao resultado da prova, teve ótimo. A etapa foi em um lugar muito bonito e eu fiquei muito feliz em ter um bom resultado. Foi uma prova com um nível muito forte de atletas e, graças a Deus, está tudo caminhando bem. Foi um dia que consegui unir as duas coisas, a prática de esporte e a busca por uma alimentação saudável . Esse é o propósito”, diz Fernando.

Etapa Amor

Realmente o nome da etapa “Amor” fez jus ao que foi a manhã de domingo na Prainha de Caconde, com muito alto astral entre os atletas e público presente. As equipes se confraternizaram e fizeram a festa. Destaque para a equipe Rapha Pelicano, de Muzambinho/MG, que divertiu a todos com seus atletas fantasiados de super heróis, dando ainda mais brilho a festa.

Equipe Rapha Pelicano, de Muzambinho, foi um show a parte (foto: divulgação)

Amanda Almeida de Deus faz parte da equipe Rapha Pelicano e adorou participar da prova, principalmente por ter sido disputada em um local tão bonito. “Eu achei muito diferenciado por ser no meio da natureza, porque as outras corridas que a gente costuma ir não tem tanta natureza. Uma paisagem como essa da muito mais força para você continuar correndo. Nossa equipe, algumas vezes, decide participar com fantasia para animar mais, a turma entra na brincadeira e incentiva muito mais pessoas a correr. Foi uma ótima prova, comecei correr a pouco tempo e adoro. Pretendo participar de todas as etapas da Copa Superação”, promete Amanda.

Amanda Almeida adorou participar da prova (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

O organizador da Copa Superação, Angel Carril, comemorou o sucesso de mais essa etapa. “A Praia de Caconde é sempre um lugar muito desejado da nossa região e fazer o evento aqui é sempre muito mais fácil, você está no meio da natureza, trazendo as pessoas para esse lugar lindo e sem trânsito, o que é muito importante. O que mais importa é a segurança dos atletas e fazer na Prainha nos proporciona que a gente faça tudo da melhor forma possível para que os atletas saiam muito satisfeitos com nosso evento”, declarou Angel.

O organizador do Circuito das Emoções, Angel Carril (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

Repórter Fitness

Antes da primeira etapa do Circuito das Emoções, em Andradas, fechei com o Angel de fazer todas as provas, mas um falecimento na família me impediu de estar na etapa Alegria. Por isso, estava em uma grande expectativa pela Etapa Amor. Antes de prova, pensei que ela seria disputada no centro de Caconde e fiquei muito feliz quando soube que seria em um local tão bonito quanto o Parque da Prainha.
Porém, mesmo tendo família em Caconde e estar sempre na cidade, poucas vezes na minha vida (ou nunca) vi a represa da Graminha tão cheia, um espetáculo tão lindo que era até difícil de acreditar, nada mais perfeito para uma prova: água, natureza e cenários deslumbrantes.

O jornalista Rafael Santos esteve presente na Etapa Amor do Circuito das Emoções (foto: Bneaimepic)

Em um cenário tão perfeito, apenas uma coisa me preocupava: o fato da prova de 10km, que é a que escolhi fazer, ser disputada em duas voltas. A maioria dos corredores concorda comigo que essa situação geralmente não é nada fácil, na segunda volta o psicológico costuma abalar e o rendimento cair. Mas, no caso da prova do último final de semana, isso não aconteceu, o percurso era tão legal que a segunda volta foi tranquila.
Larguei mais lento, em meio a multidão de atletas, fiz a primeira parte buscando espaço para desenvolver o ritmo e quando o percurso foi para a beira da represa consegui melhorar meu pace. Na segunda volta fui melhorando meu rendimento, passei alguns atletas, tirei um “racha” com outro competidor nos últimos metros e cheguei muito bem, terminando os 10km com o bom tempo de 46min e 03seg, ficando em décimo lugar na minha categoria (30 a 39 anos), ótimo resultado para um atleta amador como eu.
Agora, o próximo desafio do Circuito das Emoções será a Etapa Fé, no dia 28 de abril, em São Sebastião da Grama. Claro, nos vemos lá!

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA