Patrocínio
Sem Silvestre é uma grande confraternização dos corredores de Poços (Foto: 4ETERNIZE) 

Com largada marcada para às 8h da manhã do dia 31, na Fepasa, Poços recebe no último dia do ano a 6ª edição da Sem Silvestre, evento que nasceu pequeno, como uma opção para aqueles corredores que não participariam da tradicional São Silvestre, e hoje já ganha destaque no calendário esportivo da cidade.

Com expectativa de 300 participantes, a Sem Silvestre é mesmo uma grande confraternização, com os atletas podendo escolher a distância que vão correr, sem preocupação com posições, apenas festejando amizades e o fim de mais um ciclo.  

Patrocínio

As inscrições estão sendo feitas na Place Beach Sports, na Rua Rio de janeiro 57, ao lado do L’itália Gourmet. O valor da camiseta é R$ 45, que será doado para para Associação Assistência aos Deficientes Visuais Poços de Caldas (AADV).

“Estamos na fase da venda de camisetas, que tirando a parte dos custos, junto com o valor arrecadado com os patrocínios, vai tudo para AADV. Na retirada das camisetas o pessoal vai doar 2kg de alimentos, que também será repassado para AADV, como foi nos outros anos. Quem adquirir a camiseta vai ter o número de peito e a medalha de participação. Conseguimos vários brindes e, assim como ano passado, vão ter vários sorteios”, conta a organizadora da corrida, Evanildes Serafini.

Evanildes  lembra que na primeira edição, há 6 anos, em um dia chuvoso, apenas 10 pessoas participaram do evento. “Neste ano, com previsão de 300 participantes, o que era uma brincadeira acabou se tornando uma corrida grande, com ambulância, apoio da Polícia Rodoviária, da PM, da Secretaria de Esportes, através do secretário Wellington Guimarães, e de vários outros parceiros”, diz a organizadora que lembra que, por não ter exigência de quilometragem, o foco da corrida é a brincadeira e a participação.

“Não há exigência de quilometragem, a pessoa pode fazer 5km, 10km, 16km, que é o percurso completo, ou a distância que achar melhor. A largada é no início da João Pinheiro e quem for fazer os 16km vai até a Praia do Sol, sempre pela mesma pista para ida e volta. Quem quiser correr e caminhar escolhe a distância que quer fazer, não tem nenhuma exigência. A medalha é só de participação, já que não tem classificação”, lembra Evanildes.  

A organizadora da Sem Silvestre, Evanildes Serafini (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

Solidariedade

 

Além de juntar a turma que gosta de corrida e caminhada, a Sem Silvestre tem o intuito de ajudar os atendidos da  AADV. A intenção é bater a meta do ano passado, quando foi arrecadado 350 quilos de alimentos e pouco mais de R$3 mil.  

Essa doação vai ajudar os 120 atendidos da instituição, que oferece atendimentos de reabilitação visual, psicologia, terapia ocupacional, assistência social, apoio pedagógico, encaminhamento oftalmológico, óculos gratuito para baixa visão, aulas de informática adaptada, Braille, expressão corporal, orientação e mobilidade, atividade de vida autônoma, almoço para as crianças que frequentam o período da manhã e lanche para os adultos que frequentam o período da tarde.

A Sem Silvestre tem o apoio da Pedal Sport, Solar Minas Ltda., Farmácia Exclusiva, André A. Ribeiro, Nader Advogados, Cucina Francesco, Mudanças Transbazar, Studio Lara Vilela, Pepper Sweet Pepper, Pizza na Roça, Casa Prado, Capitão Grill, Marcio Suplementos, Metarol, Professoara Alessandra Coutinho, Place Beach Sport e Aviya Eventos. Mais informações pelo telefone 99977 7221.

Sem Silvestre tem percurso com largada na Fepasa e máximo de 16km, indo e voltando da Praia do Sol  (foto: divulgação)
Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA