Patrocínio
Muita alegria marcou a II Corrida da Unimed (foto: Alleanza Fotografia)

A fraca garoa que caiu na manhã do último domingo (02) deu o clima perfeito e a 2ª edição da Corrida Unimed Poços foi um sucesso. Em um circuito já conhecido dos atletas e com várias novidades, a prova agradou os mais de 450 participantes que compareceram ao evento. Nas primeiras posições, tanto no Masculino quanto no Feminino, nenhuma surpresa, os destaques do pedestrianismo poços-caldense em 2018 não decepcionaram e fecharam a temporada em grande estilo.

Nos 6.5 km, lugar mais alto do pódio para Robson Alvarenga e Elizangela Apolinário. Nos 10km, os fenômenos Marcos Alexandre Elias e Marcia Gisele não deram chance para os adversários e atravessaram em primeiro o percurso da avenida João Pinheiro sem muitas dificuldades.

Patrocínio

O clima antes da prova era perfeito. A alegria já conhecida dos atletas de Poços foi ainda maior ao som de um DJ e com uma sala vip recheada de frutas. Eram pouco mais de 8h quando aconteceu a largada, saíram juntos os atletas dos 10km, 6.5km e caminhada de 2 km, Momento sempre especial para quem participa de uma corrida, confira o vídeo:

O percurso iniciava do terreno onde ficam os circos quando estão na cidade, esquina da Avenida Gentil Messías-Kitate, onde fica o Hospital da Unimed, com a Avenida João Pinheiro. Diferente de outras provas, que larguei forte e sofri por estar no limite, dessa vez larguei tranquilo, fazendo algumas fotos, aproveitando o momento e guardando a energia para mais tarde.

Tanto para os 10km quanto para os 6.5km, o percurso subia a avenida Mansur Fraya na subida das concessionárias e retornava no trevo do Véu das Noivas. Quando iniciei a subida, Marcos Alexandre Elias, campeão dos 10 km, e Robson Alvarenga, campeão dos 6.5 km, já desciam no sentido contrário muito a frente de seus adversários. Os dois atletas venceram todas as provas que participaram em Poços esse ano e se preparam para objetivos muito maiores em 2019.

Marcos Alexandre Elias na chegada para mais uma vitória (foto: Alleanza Fotografia)

“O ano de 2018 foi um ano que fui muito bem nas corridas em Poços, mas elas não servem como parâmetro pois não há adversários de alto nível. Começo  nesta segunda-feira um treino específico focado em conseguir índice para o Pan-americano e nas Olimpíadas. Esse ano formamos um grupo de assessoria esportiva no qual me dediquei e não conseguir fazer o treinamento adequado, mas agora vou treinar forte pensando na Volta ao Cristo, que é uma prova que eu já cheguei perto, ficando em  segundo, terceiro e quarto lugar, mas nunca venci e quero alcançar esse objetivo, para depois buscar o índice para o Pan-americano em uma maratona que vou participar em abril, em Santiago, no Chile”, me contou Marcão após a prova, pouco antes de subir ao lugar mais alto do pódios nos 10km.

Elizangela Apolinário comemora a vitória nos 6.5km (foto: Alleanza Fotografia)

Quem também termina o ano com mais uma vitória e completa um calendário com 100% de aproveitamento nas provas disputada em Poços é Robson Alvarenga. Ele foi campeão na Corrida da Apae, Corrida da AACD e Corrida da Adefip. Dessa vez,  após vender os 6.5km da Corrida da Unimed, ele desabafou que foi um ano de superação, já que ele perdeu seu avô em 2017, seo Chico Corredor, uma das pessoas mais importantes da história do esporte em Poços, e mesmo assim teve força para continuar a treinar e buscar novos vitórias, honrando o nome da família.

“Agradeço a Deus e meus patrocinadores por mais uma vitória. Foi um ano de retomada. 2017 foi um ano atípico, tive muitas dificuldades porque no começo do ano eu perdi meu avô, que todo mundo conhece que é Seo Chico Corredor. Tive depressão, demorou para eu retomar e neste ano, Graças a Deus, consegui correr em alta performance o ano todo. Hoje eu faço menos competições, estou fazendo faculdade de Educação Física e estou focado nos estudos, mas continuo treinando forte e alcançando os resultados”, conta Robson, que para 2019 tem o objetivo de correr os 5km abaixo dos 15 minutos.

“Fiz a prova hoje (domingo), descanso nesta segunda e terça-feira já volto aos treinos focado em fazer os 5km abaixo dos 15 min. Minha melhor marca esse ano foi 15.31, mas já fiz 15.20, então estou mais próximo de correr  na casa dos 14 min do que em 16 min. É só seguir os treinos, dar a sequência certa, que acredito que vou alcançar essa marca”, aposta Robson.

É até difícil falar das campeãs do Feminino, pois trata-se de grandes amigas, que fazem parte de um grupo de amigos apaixonados por corridas que é o Pé de Pano. O talento de Marcia Gisele e Elizangela Apolinário só se compara o caráter dessas atletas, que também fizeram um 2018 cheio de grandes resultados.

“Graças a Deus, correndo em casa, dentro de Poços, em todas as provas eu consegui atingir o primeiro lugar. Foi um ano muito bom, ainda mais levando em conta que são provas de nível forte e conseguir vencer é bem legal. Agora para 2019 meu foco é maratona, vou treinar muito para conseguir grandes resultados nos 42km”, revela Marcia Gisele, campeã dos 10Km.

“Foi muito bom, estou muito feliz, Graças a Deus consegui um primeiro lugar aqui e estou fechando 2018 com chave de ouro. Foi uma corrida muito boa, muito bem organizada, estão todos de parabéns. A Corrida da Unimed já é marcada por sol, chuva, vento, ano passado foi da mesma forma, mas sempre um sucesso”, declarou após a prova Rosângela Apolinário, campeã dos 6.5km.

Mude 1 hábito

A intenção da Unimed Poços com essa corrida foi propagar saúde, já que para a cooperativa cuidar das pessoas vai muito além do tratamento, focando também na prevenção e na propagação de boas práticas.

“Estou muito satisfeito, a corrida foi um sucesso. É o jeito Unimed de cuidar das pessoas. Tudo aqui foi preparado com muito carinho e muita atenção. Hoje nosso foco não é mais só curar, mas também proporcionar bem estar e saúde. Nessa mudança que a Unimed está inserida, uma mudança de hábito para proporcionar saúde e bem estar”, afirma Dr. Odilon Trefiglio Neto, presidente da Unimed Poços.

Essa prova fez parte de outra grande iniciativa, que foi os Jogos Solidários, realizados pela Secretaria Municipal de Esportes pelo segundo ano consecutivo, movimentando grande parte da cidade em várias modalidades esportivas.

“Mais um evento de sucesso nessa grande parceria que a Unimed tem conosco da Secretaria de Esportes, colaborando com os Jogos Solidários, juntamente com outros parceiros. Ficamos muito felizes, porque além do lado esportivo, social, fortalece ainda mais o esporte em Poços de Caldas, principalmente a corrida, que é uma modalidade que cresce a cada dia na nossa cidade”, destaca o secretário de esportes, Wellington Guimarães, o Paulista.

Repórter Fitness

Chegada do Repórter Fitness

Como contei no começo desta reportagem, larguei mais tranquilo nessa corrida. Fui aumentando o ritmo aos poucos e ultrapassei mais atletas do que fui ultrapassado. Na prova de 10km, após descer a Mansur Fraya e voltar para a Avenida João Pinheiro, o percurso seguia até a ponte da antiga sede do Jornal da Mantiqueira. Ao fazer o retorno, em direção ao local da largada e da chegada, apertei o passo e consegui chegar bem, com pouco mais de 51 minutos. Não foi uma grande marca, mas foi uma corrida que fiz em um bom ritmo, me diverti e fiquei feliz com o resultado.

Parabéns a todos os atletas que se superaram nesta grande prova, que já está marcada no calendário esportivo de Poços. Os treinos seguem forte com foco na Volta ao Cristo, que acontece no último final de semana de janeiro. Conto tudo aqui na página Poços Já Esporte e Bem Estar. Até a próxima!

 

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA