Patrocínio
Centenas de atletas participaram da prova no último domingo (foto: Facebook Jogos Solidários)

Centenas de pessoas estiveram no último domingo (21) no Estádio Dr. Ronaldo Junqueira para a Corrida Rústica e Caminhada Solidária, que abriram a 2ª edição dos Jogos Solidários, evento que terá 34 modalidades e 49 dias de duração, com o objetivo de promover a prática de esportes, além de contribuir financeiramente com as instituições assistenciais do município, já que o valor adquirido com a inscrição é totalmente direcionado à elas.

Para os amantes da corrida de rua, a novidade é que a Corrida Rústica foi a primeira de três provas. No dia 11 de novembro acontece a corrida Cross Cowntry e no dia 02 de dezembro a Corrida da Unimed. Para quem correu os 7k no último domingo, a grande dificuldade foi manter o foco na reta interminável da Avenida João Pinheiro. Sem premiação por categoria, já que o intuito é que o máximo de dinheiro fosse revertido para as instituições, foram apenas premiados os cinco melhores do masculino e do feminino.

Pódio masculino (foto: Rafael Santos/Poços Já)
Patrocínio

No masculino o pódio ficou com: Gabriel Cândido Roberto, Lar dos Velhinhos – Projeto do Amanhã; Jonatha Anunciação. Lar dos Velhinhos/Projeto do Amanhã; Leandro Roberto Macedo – Ninão, Corpus, Edmilson Jr. da Silva, Lar dos Velhinhos – Projeto do Amanhã e Ernesto Ananias Oliveira, Casa Lar/XRunner.

“Consegui fazer uma boa prova, fiz os 7km em pouco mais de 19 minutos. Larguei em um ritmo bom e no final consegui imprimir um ritmo forte, arrancar e consegui a vitória”, contou o campeão Gabriel Cândido após a prova.

Pódio feminino (foto: Rafael Santos/Poços Já)

No feminino, as campeãs foram:  Mislene Aparecida/ Equipe Corpus, André Ramos/Aphas, Andreza Ramos/Aphas, Raquel Garcia/Galpão das Artes e Maria da Glória/Adefip.

“A minha competição é de 10km, essa de 7km foi um desafio. Mas, treinei bastante e acabou dando certo. Além de vencer, foi legal poder ajudar as entidades, esse foi o nosso foco”, destacou a campeã Mislene Aparecida.    

Solidariedade

O foco esportivo dos Jogos Solidários fica em segundo plano, já que ajudar as instituições da cidade é o principal objetivo. Para o secretário de Esporte, Wellington Guimarães, o Paulista, a participação da sociedade poços-caldense já é uma grande vitória.

“É uma satisfação enorme estar ao lado da equipe da Secretaria e dos esportistas de Poços. Esse ano a gente vêm com mais força, com mais potencial, para podermos ativar o esporte em Poços no 2º semestre e ajudar as instituições beneficiadas. São 34 modalidades, que vão atender as necessidades, desde as crianças até os idosos. Ficamos muito felizes com a participação da cidade e fica sempre o convite para todos colaborem”, afirma Paulista.

Prefeito Sérgio Azevedo e amigos abraçam Irmã Iracy após a prova (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

O prefeito Sérgio Azevedo explica que o principal objetivo dos Jogos é que a população conheça o trabalho das entidades. “Ficamos muito satisfeitos de participar de algo que une saúde e solidariedade. O principal objetivo desses jogos é que a população possa conhecer o trabalho das entidades e possa saber a importância que essas entidades têm para nossa cidade. O intuito é trazer todo mundo para participar, conhecer as entidades e quem sabe virar um voluntário”, aposta Sérgio.

Um dos momentos mais emocionantes foi quando a Irmã Iracy, com seus 86 anos, responsável pelo Asilo São Vicente de Paulo, cruzou a linha de chegada após realizar a caminhada. Uma das pessoas mais importantes da cidade, ela prova que não tem idade para ser solidário e contou o segredo para tanta vitalidade.

“O segredo que só quem tem experiência pode dizer. É  o servir, se colocar a serviço do outro que esteja precisando de nossa presença. Às vezes não é nem o fazer, a presença solidária já basta”, afirma Irmã Iracy.

Equipes  

Uma festa como essa não existiria sem as equipes de pedestrianismo que unem centenas de atletas de Poços. A maioria delas esteve presente no evento. A equipe Corpus, por exemplo, participou com 42 atletas.

“Nossa ideia foi fazer um treino e ajudar. Esse é um costume de nossa equipe, de ajudar as entidades participando das corridas, tanto aqui, quanto fora de Poços. Quero agradecer nossos patrocinadores, ao DME e a todos os atletas que estão correndo com a gente ao longo do ano”, diz José dos Reis de Almeida,  um dos responsáveis pela equipe Corpus.

A turma da equipe Corpus (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

O vereador Gustavo Bonafé era um dos cerca de 30 atletas da equipe Nafar. Para ele, os Jogos Solidários foi um dos grandes acertos da Secretaria de Esportes. “ É um evento que está se tornando referência para outras cidades, movimenta a saúde do município, movimenta os cidadãos para conseguirem juntos fazer o bem e fortalece as entidades. São inúmeros benefícios e foi um prazer poder participar e me divertir”, salientou o vereador.

A turma da equipe Nafar com a mascote Frida Bulldog (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

Quem também esteve presente foi a turma da Universidade do Trânsito, empresa que se destaca por incentivar o esporte em Poços, tanto com o patrocínio de eventos, quanto participando com seus próprios funcionários.

“Além de se preocupar com a saúde, a Unitran sempre faz a parte dela, de estar presente nas corridas. Acho isso muito importante, pois além de participarmos como patrocinadores, os funcionários abraçam a causa e participam das corridas, trazendo saúde e bom exemplo a topos”, conta Simone Gomes, funcionária da Unitran.

A turma da Unitran (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

Repórter Fitness

Participei da prova como Repórter Fitness, já na preparação para a São Silvestre e para o meu maior objetivo esportivo que é a Volta ao Cristo no final de janeiro. Não fiz uma boa prova neste domingo. Terminei os 7 km com pouco mais de 32 minutos, mas sofri um pouco durante o trajeto e não consegui desenvolver meu melhor potencial. Coloco isso na conta de um aquecimento mal feito (fiquei fazendo entrevistas para essa reportagem) e de não ter descansado corretamente no dia anterior. Ficou a lição de que se eu quiser ter bom desempenho vou precisar ter mais foco nas próximas provas. O importante é não desistir, seguem os treinamentos. Até a próxima reportagem.

Aquela careta no sprint final (foto: Paulo Vitor Campos/ Jornal da Mantiqueira)

     

  

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA