Patrocínio
Robson Alvarenga foi o campeão dos 5 KM masculino (foto: Rafael Santos/ Poços Já)

Com largada na Puc, aconteceu na manhã do último domingo (30), a 1ª Corrida da Adefip, prova que contou com a participação de cerca de 300 atletas e ficou marcada por ter sido disputada em um percurso desafiador e cheio de belas paisagens.

O evento, que teve toda a renda revertida para a Associação dos Deficientes Físicos de Poços de Caldas, foi disputado nas distâncias de 5 e 10km e contou com a participação dos melhores atletas do pedestrianismo de Poços.

Patrocínio

Nos 10km feminino, vitória de Márcia Gisele de Jesus, que ficou feliz em poder vencer mais uma prova, ao mesmo tempo que ajudava a Adefip. “É sempre gostoso ganhar uma prova, principalmente quando é a primeira edição. Foi um percurso muito pesado e desafiador, por isso fiquei feliz em vencer. Ainda mais podendo ajudar uma entidade como a Adefip, que é tão importante para a cidade”, destacou Márcia.

Em ritmo de treino, Marcos Alexandre Elias foi campeão dos 10km masculino. “Foi uma prova com um percurso muito legal. Fiz de forma tranquila, curtindo a paisagem e deu certo de ganhar”, disse o atleta, sem parecer ter cansado após  percorrer os 10km.

Nos 5km, vitória de outros dois grandes atletas da cidade. No feminino, quem levou foi Elisangela Apolinario. “Foi uma experiência incrível, um percurso muito puxado, bem diversificado, bastante subidas e descidas. Foi uma prova muito bem organizada, bem sinalizada. Graças a Deus correu tudo bem e estou muito feliz de ter conseguido o primeiro lugar”, disse a atleta.

Já no masculino nenhuma novidade. Robson Alvarenga havia vencido todas as provas de 5km que aconteceram esse ano na cidade e na Corrida da Adefip não decepcionou. “Graças a Deus venci mais uma vez. Tudo isso é fruto de muito treino, muita dedicação. Eu tinha uma outra corrida, em Foz do Iguaçu, mas dei preferência de correr aqui em Poços, já que se trata de uma corrida que tem o intuito de reverter recursos para a instituição. Quero agradecer a todos os meus patrocinadores por me darem a oportunidade de participar da prova e a imprensa, que vem dando destaque para a corrida de rua”, comemora Robson.

Superação

Os campeões em uma prova como essa não são apenas os primeiros lugares. Em meio a tantos atletas há histórias lindas, como é o caso de Carina Lujan, corredora de rua que luta contra um câncer de mama e voltou a participar de uma corrida mesmo passando por quimioterapia.

“Dia 30 de setembro marcou meu retorno pras corridas de rua. Na realidade não corri mas caminhei 5 km na Corrida da Adefip. Após três meses de tratamento contra o câncer de mama, seis dias de ter feito a quarta quimioterapia, olha eu aí cruzando a linha de chegada”, disse a atleta que é exemplo de superação.

Mesmo com câncer de mama, Carina Lujan cruza a linha de chegada na Corrida da Adefip (foto: divulgação)

Há também aqueles que nunca participaram de uma prova e que na Corrida da Adefip tiveram a chance de dar um passo enorme rumo a uma vida mais saudável. Esse é o caso de Juliana Vaz, que começou a correr a pouco tempo e teve a coragem de encarar esse desafio. Confira o vídeo:

Sucesso

A Corrida foi organizada por voluntários da Adefip, com coordenação da X-Runners e apoio da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas. Valter Pereira, da X-Runners, ficou muito feliz com o sucesso da prova.

“O feedback que nós tivemos foi muito legal. Foi um percurso bem desafiador e diferente para Poços. Esperamos que seja a primeira de muitas edições. Foram três meses de trabalho para que ela se realizasse, o  pessoal apoiou e graças a Deus deu tudo certo”, comemorou Valtinho, como é conhecido.

A presidente voluntária da Adefip, Ana Paula Tranche, ficou muito emocionada e agradecida pela união de forças que fez a corrida ser um sucesso. “A corrida passa ser parte do calendário da Adefip. Foi a primeira, era um sonho que a gente perseguia há algum tempo. Lembrando que toda a renda vai ser revertida para a entidade, que hoje totaliza mais de 5 mil atendimentos/mês gratuitos, desde a área de reabilitação clínica, inclusão escolar, mercado de trabalho, esporte paralímpicos, onde temos nossas crianças competindo. Então, isso é muito bacana. Quando todo mundo abraça uma causa o resultado é lindo”, salienta Ana Paula.      

Ana Paula Tranche com José Rafael de Matos e Valter Pereira, da X-Runners

 

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA