Patrocínio
Disputa da via entre carros e pedestres gera perigo na Serra de São Domingos (foto: Rafael Santos/Poços Já)

Um dos grande chamarizes para os mais de dois mil atletas que participarão da 36ª Volta ao Cristo no próximo dia 28 é a Serra de São Domingos. O local atrai pessoas de todo o país, com paisagens deslumbrantes e ótimos lugares para prática de corrida e caminhada. Além disso, a Serra de São Domingos é referência no ciclismo, com pistas de XCO e downhill reconhecidas internacionalmente. Sem contar que é, com certeza, um dos melhores lugares do Brasil para a prática de vôo livre.

Tudo isso, e a presença de praticantes de várias outras modalidades esportivas, faz com que o local esteja sempre lotado de todos os tipos de atletas que, na estrada que liga o centro de Poços até a estátua do Cristo no alto da montanha, têm que disputar espaço com carros e motos, fazendo com que o local se torne muito perigoso.

Patrocínio

Nesse minha preparação para a Volta ao Cristo percebi que um acidente naquela via é uma questão de tempo. Carros descem a toda velocidade, bicicletas e motos dividem espaço com as pessoas. Não são raros os momentos que essa mistura se torna algo perigoso, como nesse vídeo em que eu e o professor Fernando quase fomos pegos de surpresa por um carro em alta velocidade.

Em muitos anos como repórter esportivo do extinto Jornal de Poços, sempre ouvi essa reclamação dos atletas da cidade. Há um consenso de que a saída para esse problema seria fazer com que a estrada que saí do centro da cidade, ao invés de mão dupla, seja apenas para a subida dos carros, sobrando espaço para bikes e pedestres. A descida poderia ser apenas pela parte de trás, na estrada que sai na Vila Rica, dando mais segurança a todos e fomentando o comércio naquele bairro, que entraria no mapa turístico da cidade. Esse foi o papo que tivemos em nosso último treinamento. Confira no vídeo:

Fica o apelo para que o poder público tome alguma atitude em relação ao problema. Com certeza, a Serra de São Domingos mais segura atrairá cada vez mais um número maior de atletas e visitantes. Enquanto isso, seguem os treinamentos para a prova de 16 km mais difícil do Brasil. Até o próximo!  

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA