Repórter Fitness na 36ª Volta ao Cristo: avaliação física

Sobrepeso, idade metabólica avançada e pouca flexibilidade são alguns dos vários desafios que o repórter Rafael Santos vai ter que superar para completar uma das provas mais difíceis do Brasil

Patrocínio

Já estão abertas as inscrições para a 36ª Volta ao Cristo, prova de 16 km considerada uma das mais difíceis do Brasil, que acontece no dia 28 de janeiro em Poços de Caldas, com um percurso que tem como ponto mais complicado a subida e a descida da estrada da Serra de São Domingos.

Como anunciado aqui pela página Poços Já Esporte e Bem Estar, eu, Rafael Santos, o Repórter Fitness, topei esse desafio e, apesar das dificuldades, vou participar da prova. Mas, para isso, vou contar com o apoio de grandes parceiros, como Academia Nafar, Unitran, Aviya Assessoria & Eventos, L’itália Gourmet, Studio Pilates Carvalho Oliveira, nutricionista Josiane Cardillo e Casa do Atleta.

Avaliação física foi realizada no Nafar (foto: João Araújo/Poços Já)

Treinamento

O treinamento para a corrida será ministrado pelo professor Fernando Nascimento, da Academia Nafar, profissional de excelência que há anos ajuda atletas a superar o desafio de participar da Volta ao Cristo.  

Ao topar ser meu treinador, o professor Fernando destacou as dificuldades de completar essa prova. “O percurso da prova é misto com áreas planas no seu início e no final, subida e descida que requerem um ótimo condicionamento físico e técnico. Como o projeto consiste em preparar o Rafael em apenas dois meses, tempo insuficiente para uma preparação adequada, temos que seguir critérios muito rígidos de treinamento para que não ocorram acidentes e lesões durante a sua preparação e ele consiga se aprimorar o bastante para concluir a prova com segurança e saúde”.

Flexibilidade foi um dos itens avaliados (foto: João Araújo/Poços Já)

Avaliação física

Porém, antes de começar a treinar com o professor Fernando tive que passar por uma rigorosa avaliação física para saber meu estado de saúde. Como eu havia feito exames médicos, passado por avaliação em um teste de esforço com cardiologista, estou apto para seguir com o desafio.
“Como não haviam restrições em relação ao estado de saúde, nem limitações de movimento ou lesões pré-existentes que impossibilitassem o engajamento do atleta nos  treinamentos, passamos para a avaliação física e esportiva. Da mesma forma que é importante saber sobre o estado de saúde, é imprescindível avaliar o nível de aptidão física e capacidade técnica do atleta. Somente assim é possível individualizar e precisar a dosagem dos treinamentos e também a sua orientação nutricional”, frisou Fernando.

Realizamos a avaliação física seguindo a padronização exclusiva do NAFAR. Foram avaliados: composição corporal e troca de parâmetros mediante bioimpedância e antropometria (massa muscular, massa óssea, massa de gordura, porcentagem de água, gordura visceral, constituição física, metabolismo basal e idade metabólica), flexibilidade e força, aptidão cardiorrespiratória, postura, técnica de corrida e outros parâmetros de controle, que também completaram o laudo.

Professor Fernando Nascimento orienta a preparação para a Volta ao Cristo (foto: João Araújo/Poços Já)

Resultados

Os resultados não foram muito bons para mim. Estou com sobrepeso (acima do saudável, percentual de gordura acima do adequado e gordura visceral no limite saudável), necessitando de mudança de hábitos e orientação nutricional, que será feita pela nutricionista Josiane Cardillo e você vai conferir nas próximas reportagens.  

Alguns resultados foram animadores. Minha massa muscular está dentro de níveis saudáveis, mas precisa de fortalecimento para o esporte. Proporção muscular entre os membros superiores, membros inferiores e o  tronco estão dentro do normalidade para a saúde e idade. Mas podem e devem ser aprimorados.

Porém, a flexibilidade e mobilidade corporais estão muito abaixo do adequado. Fato que pode prejudicar o alinhamento postural e facilitar a ocorrência de lesões. Percentual de água corporal no limite mínimo, massa óssea dentro dos padrões normais. Metabolismo basal está dentro da média para a idade, sexo, nível de aptidão e ocupações diárias. Mas precisamos aumentar o gasto visando a redução da gordura corporal. Preciso melhorar a postura e o alinhamento corporal para influenciar na minha coordenação.

Um dos resultados que mais me assustaram foi a minha idade metabólica, que considera todas as medidas avaliadas na bioimpedância. Estou com 56 anos, muito mais que minha idade cronológica, que é 34. Isso mostra que preciso realmente mudar hábitos de vida e melhorar o meu condicionamento se quiser realizar a Volta ao Cristo.

Antes de subir na esteira, o alongamento é importante (foto: João Araújo/Poços Já)

Conclusão

Para o professor Fernando Nascimento, apesar de alguns resultados alarmantes, é totalmente possível que eu consiga completar a Volta ao Cristo de forma saudável.  “O Rafael tem boas condições para seguir com os treinamentos e cuidados para a Volta ao Cristo. E, melhor ainda, tem um ótimo potencial para se  desenvolver e chegar no nível necessário às exigências da prova. Devido ao pouco tempo, estamos utilizando métodos, técnicas e planejamento mais eficazes e práticos para acelerar o processo, o que nos dá a certeza de que ele superará o desafio e chegará muito bem, com saúde, com energia e com muita alegria. Em se tratando do objetivo, melhorar o desempenho e capacitar o organismo a superar a exigência da prova. Seria importante a redução da porcentagem de gordura ou mesmo do peso total, desde que a massa muscular permaneça dentro da faixa saudável”, afirma.

Avaliação física terminou na esteira (foto: João Araújo/Poços Já)

Dessa forma, parto para os treinamentos, com o objetivo em mente e assessorado por grandes profissionais. Confira aqui na página Poços Já Esporte e Bem Estar cada passo dessa jornada. Por enquanto, fiquem com todos os dados do meu teste físico:

RAFAEL SILVA DOS SANTOS
Gênero: Masculino
Idade: 34 Anos

ESTADO: Pouco ativo,
Não atleta.
LIMITAÇÃO: Sensibilidade no joelho direito, devido a ocorrências anteriores.

OBJETIVO: Concluir a 36a Volta ao Cristo
Data da prova: 28 de Janeiro 2018

BIOIMPEDÂNCIA
Data: 28/11/2017

Estatura: 162 cm
Peso corporal: 79,7kg
Água: 52%
Gordura visceral: 10
Massa óssea: 2,9

Gordura Total: 26,8 %
Gordura M.S.E.: 24,4%
Gordura M.S.D.: 23,1%
Gordura M.I.D.: 24,9%
Gordura M.I.E.: 24,1%
Gordura Tronco: 29%

Músculos total: 55,4kg
Músculos M.S.E.: 3,3kg
Músculos M.S.D.: 3,3kg
Músculos M.I.D.: 9,8kg
Músculos M.I.E.: 9,8kg
Músculos Tronco: 29,2kg

Constituição física
Nível 2: Sobrepeso
Gordura: acima
Músculos: faixa saudável
Massa magra atual: 73,2%
Massa magra ideal: 80%

Metabolismo basal: 1728 kcal
Idade metabólica: 56 anos

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA