Patrocínio
Entrega do leite na entidade aconteceu durante essa semana (foto: Rafael Santos/Poços Já).

A 1ª Corrida do Homem, que aconteceu dia 12 de agosto, foi um grande sucesso. Muito porque, mais que uma prova, foi um evento integrado, com intuito de levar saúde, informação e solidariedade. Com as inscrições e a entrada para a palestra com especialistas em oncologia, foram arrecadados 600 litros de leite para a Associação de Voluntários Contra o Câncer de Poços de Caldas (AVOCC).  

A entrega, na sede da entidade, aconteceu nesta terça-feira (23), com a presença das organizadoras da Corrida, Luciana Marinoni e Carol Cagnani, da Aviya Assessoria & Eventos, e de Valeska Figueiredo, proprietária da Unitran, grande parceira desta primeira edição da prova.

Patrocínio

Elas foram recebidas pelos colaboradores da AVOCC e pelo presidente voluntário da entidade, Amilcar Fernandes, que destacou a importância desse tipo de iniciativa. “Na AVOCC recebemos as pessoas de fora, que ficam hospedadas na entidade, na casa de apoio, durante o tratamento de câncer, e nós levamos para a radioterapia e para a quimioterapia, que é na Santa Casa. Na nossa sede temos fisioterapeuta, psicólogos, que acompanham o paciente e a família. Nós temos aqui 27 leitos. Atendemos mais de 80 cidades do Sul de Minas. Por isso, para a AVOCC é fundamental esse tipo de ajuda, já que não temos nenhum apoio do poder público. Quem colabora com a AVOCC é a população, são os empresários”, conta Amilcar.

“Vivemos dessas doações e temos também o telemarketing, temos os telefones 3715-9543 e o 3714-9511. Quem quiser ajudar é muito bem-vindo. Inclusive, começamos agora a campanha de natal, que vai até dezembro e tem o objetivo de arrecadar verba para comprarmos equipamentos para serem emprestados, como muleta, cadeira de rodas, cama de hospital. Hoje, já temos muito mais de mil equipamentos emprestados”, completa o presidente da entidade.     

Unitran

Por meio da parceira com a Corrida do Homem, a Unitran mostrou sua filosofia, que vai muito além de ser apenas uma autoescola. “A Corrida do Homem é um projeto, não só uma corrida. A gente lançou em maio uma campanha de conscientização no trânsito que foi o Maio Amarelo. Tivemos o apoio da Luciana desde o início. O objetivo da Unitran é apoiar o social, ajudar as entidades que têm necessidade e também incentivar a atividade física, a vida saudável, em meio a esse stress que a gente vive. Quanto mais a gente conseguir cuidar da saúde, melhor para a gente segurar o tranco”, destaca Valeska. “A AVOCC precisa muito desse apoio, não só esse, mas de vários outros, nos quais a Unitran vai ser sempre parceira”, completa a proprietária da Unitran.   

Valeska dos Reis Figueiredo, da Unitran, visita as instalações da AVOCC ao lado do presidente da entidade, Amilcar Fernandes (foto: Rafael Santos/PoçosJá).

Corrida do Homem

Com a participação de cerca de 300 atletas, a primeira edição da Corrida do Homem contou com provas de 6 km, 9 km e caminhada de 4 km. O evento foi sucesso de público e crítica, pelo percurso e pela inovação.

“A expressão estampada em cada rosto na corrida veio confirmar que todo esforço valeu a pena. Valeu a pena ir até o fim por cada um que ali esteve presente e por aqueles que não estiveram e de alguma maneira também foram alcançados. Um dia saberemos, ou não, o que esta corrida representou na vida de cada um. Mas temos a convicção que fizemos aquilo que nos propusemos, tocar vidas para mudá-las”, explica Luciana Marinoni.

“A vontade de dar certo é que faz a diferença no nosso realizar. Ninguém é perfeito, mas uma equipe pode ser. O resultado é independente de fator financeiro, a vida é muito mais do que isso. O que vale é a consolidação do evento, a solidariedade, o incentivo ao esporte,  a vida saudável, a valorização da família e alegria que ficou no ar. Este é o espírito que deve prevalecer sempre e acima de todas as coisas. A solidariedade é o caminho da vitória”, completa a organizadora da Corrida do Homem, ao lado de Carol Cagnani.

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA