Patrocínio
Vulcão treina no Bandolão (foto: Rafael Santos/Poços Já).

O Vulcão segue sua preparação para a estreia na 2ª Divisão do Campeonato Mineiro, dia 30 de julho, contra o Atlético B, no Ronaldão. E neste sábado (1º), às 10h, no CT do clube, em Caldas, o time fará seu primeiro jogo-treino, contra a seleção de Três Pontas.  Será a primeira chance do torcedor começar a conhecer o time.

Na última quarta-feira (28), como acontece todas as semanas, o Poços de Caldas Futebol Clube treinou no Estádio Bandolão e o técnico Marcelo Albino aproveitou para falar ao Poços Já Esporte e Bem-estar da expectativa para esse primeiro desafio de sua equipe. 

Patrocínio

“É nosso primeiro jogo-treino. É claro que taticamente a equipe não vai estar tão evoluída ainda, porque ela vai evoluindo de acordo com os trabalhos. Mas a forma que eu gosto de trabalhar é deixar todos os jogadores em condições, sem priorizar este ou aquele atleta. Então, todos vão entrar em campo sabendo o que vão fazer, a forma que vamos jogar”, afirma o treinador, que está satisfeito com a evolução de sua equipe até aqui.

“Falta um mês ainda para a competição, ainda não estamos prontos. Ainda não temos o elenco totalmente formado, temos algumas carências nas posições, onde estamos procurando atletas adequados, dentro das características que a gente quer jogar. Mas o trabalho vai andando bem, os atletas vêm correspondendo e melhorando cada dia mais o entendimento deles do jogo”, diz o treinador.

Marcelo Albino destaca ainda que o time irá jogar de acordo com as peças que ele terá à sua disposição. “Nós precisamos nos adequar de acordo com os jogadores que nós temos na mão. É claro que as escolhas nossas vêm sendo de um modelo que a gente quer jogar, mas a gente não consegue contratar todos os jogadores da forma que gostaríamos, dentro de um modelo. Então, uma ou outra situação nós vamos estar adaptando aos jogadores que temos nas mãos, pois precisamos jogar com muita sabedoria, usando o que temos de melhor”, explica Marcelo Albina.

Técnico Marcelo Albino orienta seus atletas (foto: Rafael Santos/Poços Já)

Esforço

Enquanto o time se esforça para evoluir dentro de campo, nos bastidores a diretoria se desdobra para dar a estrutura necessária que uma equipe de futebol necessita. Ao Poços Já Esporte e Bem-estar, o presidente do Vulcão, Thales Assis, admitiu as dificuldades de se tocar um clube de futebol.      

“A preparação está correndo bem. Nós aceitamos em cheio com a comissão técnica. Estamos muito satisfeitos. Eles estão controlando bem o trabalho, os jogadores vão correspondendo. Temos alguns probleminhas de infra-estrutura, a parte de alimentação, a internet, mas a parte de treino está correndo tranquilamente. Começamos com o time no fim de abril, quando tivemos a vaga no campeonato garantida e pudemos correr com as coisas. Até agora estávamos comprando comida em mercado, agora já fechamos uma distribuidora de comida, já temos uma de bebida, temos os três campos onde a gente vai treinar definidos. Sabia que is ser complicado, mas está sendo ainda mais desafiador que eu imaginava. Eu tenho empresas em ramos diferentes, mas esse, com certeza, está sendo o maior desafio de todos”, garante o presidente do Poços de Caldas, que não vê a hora do time entrar em campo neste sábado, contra a seleção de Três Pontas.

“Estou com muita expectativa neste primeiro jogo treino. Sei que não posso esperar nada demais, porque ta todo mundo cansado, com a perna pesada, com a forte preparação física, mas já vai dar para ver o time montadinho, posição por posição. Já anima um pouco, ainda mais pra mim, que fica de fora só cornetando e torcendo”, brinca Thales.     

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA