Patrocínio
Equipe de apoio, organização, Secretaria de Defesa Social, Setor de educação para o Trânsito e agentes de trânsito e Guarda Verde durante a Copa Pedal Mineiro (Foto: divulgação)

Na manhã deste domingo (4), centenas de pilotos estiveram na Serra de São Domingos para a 2ª Etapa da Copa Pedal Mineiro de Mountain Bike 2017. O evento, que foi um sucesso em todos os sentidos, contou com a presença do setor de educação para o trânsito da Secretaria de Defesa Social, que neste mês está realizando a campanha Respeito ao Pedestre e Ciclista.

Com a pista de XCO de Poços lotada para o campeonato, a secretaria montou uma tenda no local da largada, que foi em frente ao observatório, com um painel, passando mensagens e vídeos educativos destacando a importância do respeito ao pedestre e ao ciclista. O Samu foi parceiro da atividade.

Patrocínio

A coordenadora do setor, Stefania Alvise Marcelo, destaca que de janeiro a abril, em Poços de Caldas, aconteceram 21 acidentes envolvendo bicicletas e 48 atropelamentos.

“Estamos propondo uma reflexão sobre nossas atitudes no trânsito, ou seja, o respeito ao ciclista e ao pedestre. Assim como o ciclista e o pedestre também devem saber sobre seus direitos e deveres. O pedestre deve procurar permanecer na calçada para sua maior segurança e atravessar a rua somente na faixa de pedestre. Se não houver faixa de pedestre na rua, o pedestre deve ir para um local onde tenha maior visibilidade para fazer a travessia com segurança. O pedestre deve sempre ter em mente: veja e seja visto. Dessa maneira evita acidentes e atropelamentos. Crianças menores de dez anos devem atravessar a rua acompanhadas de um adulto.Os ciclistas devem usar os equipamentos de proteção individual, capacete com faixa refletiva, luvas, cotoveleira e joelheira.Os carros, assim como as motocicletas, devem manter uma distância de um metro e meio da bicicleta na via”, destaca Stefania.

Ela lembra ainda que, ao contrário do que muita gente acredita, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) valoriza essencialmente a vida e não o fluxo de veículos. “Bicicletas, triciclos, handbikes e outros são considerados veículos com direito de circulação pelas ruas e prioridades sobre os automotores. No que se refere ao pedestre, ele tem prioridade sobre ciclistas e estes têm prioridade sobre outros veículos.O  Artigo 38 do CTB prevê que motoristas não devem ‘fechar’ bicicletas. O Artigo 170 prevê que ameaçar ciclista com carro é infração gravíssima, passível de suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo e da habilitação. Como educadora, acredito que o Código de Trânsito Brasileiro deveria fazer parte do conteúdo programático das escolas, onde as crianças desde pequenas já seriam preparadas para serem, além de pedestres, futuros condutores conscientes de seus direitos e deveres”, finaliza.

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA