Patrocínio
Veterana foi derrotada em Campinas e se complica na Série D do Brasileiro (Foto: reprodução internet)

Infelizmente, o árbitro Thiago Alencar foi o principal personagem da derrota da Caldense, por 3 a 1, para o Red Bull, na tarde deste sábado (27), no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O juiz do Mato Grosso do Sul marcou um pênalti inexistente no segundo tempo, em bicicleta do jogador Edmilson, do Red Bull, dentro da área, quando o jogo ainda estava  1 a 1, e complicou de vez a vida da Veterana na Série D do Brasileiro. Revoltado ao final do jogo, o técnico da Caldense, Thiago Oliveira, chegou a dizer que foi uma covardia o que fizeram com o time de Poços neste sábado.

A Caldense começou bem o jogo, fez um bom primeiro tempo e conseguiu abrir o placar aos 45 minutos, com Wellington Rato, em jogada de Pikachu. O problema é que no primeiro minuto da segunda etapa, em uma desatenção da zaga, Nando Carandina, em bola desviada que enganou o goleiro Neguete, empatou para o Red Bull.

Patrocínio

Aos 23 minutos da etapa final, o lance que marcou negativamente a partida. Edmilson tentou uma bicicleta dentro da área e o juiz Thiago Alencar inexplicavelmente marcou pênalti para o red Bull, que o próprio Edmilson cobrou e marcou. Após ter tomado gol em um pênalti inexistente, o time da Caldense se perdeu em campo e acabou sofrendo mais um revés, Tatá ampliou para o time de Campinas, dando números finais a partida, derrota da Veterana por 3 a 1.

“Eu digo que foi covardia o que fizeram com a gente hoje. Covardia mesmo. O pênalti que ele deu no segundo tempo, nem em pelada se dá pênalti daquele jeito. Você está disputando a Série D, um campeonato tão equilibrado, com jogos tão difíceis, quando o juiz da um pênalti daquele, qual o jogador que não vai sentir naquela situação? O equilíbrio do jogo era grande, poderia sair gol para a Caldense e poderia sair gol para o Red Bull. Então, é hora da nossa Federação Mineira entrar em ação, ir lá e reclamar da CBF. Um cara que apita um jogo no ano, contra a gente, e marca um pênalti covarde contra uma equipe que estava jogando fora de casa, que vem de uma derrota, que tava fazendo um jogo equilibrado, é difícil reverter”, disse o técnico Thiago Oliveira ao microfone do repórter Aílton Fonseca, da Rádio Mantiqueira 87,5, no final da partida. 

Com a derrota, a Caldense continua na lanterna do Grupo A14 da Série D com nenhum ponto. Já o Red Bull está na vice-liderança, com 4 pontos, atrás do Boa Vista, líder com os mesmos 4 pontos, mas com mais gols marcados. Agora, a Caldense joga todas suas fichas na próxima partida, que será no próximo sábado (03), às 17h, fora de casa, contra o Espírito Santo. Apenas uma vitória mantém a Veterana viva na competição nacional.       

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA