Divergência em contrato de jogadores tirou Alex Joaquim da Caldense

 

Presidente da Caldense, Antônio Bento Gonçalves, fala aos jornalistas em entrevista coletiva realizada no final da manhã dessa quinta

A diretoria da Caldense convocou uma entrevista coletiva na final da manhã de hoje (11) para explicar a notícia que pegou todos de surpresa no final da tarde de ontem (10), que o gerente de Futebol Alex Joaquim estava demitido e, em solidariedade, jogadores e comissão técnica também deixariam o clube.

Com a sala do conselho lotada de jornalistas, o presidente da Caldense, Antônio Bento Gonçalves, explicou que a saída de Alex aconteceu por vontade do próprio dirigente. Segundo ele, Alex Joaquim negociou os contratos dos jogadores para a disputa da Série D, já com extensão para a disputa do Campeonato Mineiro do ano que vem, coisa que não foi aceita pelo Conselho Deliberativo do Clube, nem pela presidência, que quer contratos que acabem no final da Série D. Segundo Bento Gonçalves, ao saber que a diretoria não assinaria os contratos que ele próprio discutiu com os atletas, Alex pediu demissão, aceita pelo clube, assim como a do gerente de Marketing, Victor Hugo Xavier.

“Nós não demitimos absolutamente ninguém, o que houve foi um problema no contrato dos jogadores e aí houve um impasse. Nesse impasse, o gerente de Futebol,  Alex Joaquim, que é uma pessoa de bem e trabalhou muitos anos a frente da Associação Atlética Caldense, tinha feito um compromisso formal entre eles e os jogadores e como o contrato não estava cumprindo todas essas partes, ele pediu a demissão dele”, explica o presidente da Caldense.

Futuro do time

A permanência da comissão técnica e dos jogadores para a Série D ainda está indefinida. Será realizada uma reunião na tarde de hoje, no C.T. Ninho dos Periquitos, na qual o clube vai tentar a permanência de todos os atletas que aqui estão. Mesmo que essa permanência não aconteça, o presidente da Caldense garante que a Veterana disputará a Série D do Brasileiro.

“Está sendo feita uma negociação com a comissão técnica e os jogadores para que eles permaneçam para a Série D, que se inicia para nós no dia 21 aqui em Poços de Caldas, e vamos ver no que vai dar. Nesta tarde haverá uma reunião entre a diretoria da Caldense, comissão técnica e jogadores, para ver como fica essa negociação. Acredito muito que vamos chegar a um acordo”, confia Antônio Bento Gonçalves   

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA