Patrocínio

Incrível como a cidade toda vira local de festa e encontro com uma Olimpíada. O Rio de Janeiro fez questão de preparar eventos em vários pontos para trazer o clima olímpico pra todo mundo, até pra quem não vai ver nenhum jogo.

As opções começam no Parque Olímpico. Entre uma partida e outra, o torcedor encontra espaços para comida, telões para ver os jogos, parte de festas e shows e muito cenário bonito para garantir as fotos. É movimento o dia todo.

Patrocínio

Por lá, é claro que o clima é mais forte. Mas em qualquer ponto do Rio você encontra uma atividade ou evento legal. Entre os mais populares, está o chamado Boulevard Olímpico, localizado na Praça Mauá, no centro. Uma estrutura parecida com a do parque olímpico foi montada por ali, com telões para a torcida assistir aos principais jogos. Pude ver a semifinal do futebol feminino dali. Apesar da triste e injusta eliminação da Seleção Brasileira contra a Suécia, ver um jogo com cobrança de pênaltis junto com dezenas de pessoas que você nunca viu na vida é uma experiência única. Todo mundo tem assunto em comum, torce e grita junto. Canta como se estivesse dentro do estádio, energia boa.

No Boulevard também tem um setor de food truck, um balão enorme de uma marca de cerveja que mostra ao público uma linda visão da cidade, espaço para shows, atividades para crianças e até dá a chance para os corajosos que querem saltar de Bungee Jump.

As casas temáticas dos países também são um show à parte. Espalhadas pela cidade, elas podem ser gratuitas, abertas ou pagas e restritas apenas a convidados. Dentro delas, comidas típicas, atividades de cada povo, fotos e dezenas de curiosos que querem conhecer um pouco mais de outras culturas. Uma das mais elogiadas foi a da Holanda, que apesar do alto preço para entrar – 35 dólares – traz shows, drinks exclusivos, muita comida boa e uma equipe toda formada de holandeses.

Entre as curiosas está a de Portugal, feita dentro de um barco/veleiro antigo, pertencente à Marinha Portuguesa, ancorado perto da Praça Mauá. Dentro, é possível comer pastéis e tomar o vinho português, além de ter uma vista linda do mar.

Não dá pra esquecer os maravilhosos pontos do Rio que já fazem sucesso mesmo sem os Jogos. As praias estão lotadas de pessoas de todos os cantos do Brasil e do mundo. A mais procurada, claro, é Copacabana.

À noite ninguém para pra descansar. Quem é de fora também tem marcado presença nos bons pontos boêmios do Rio, como a Lapa, com seus famosos bares, e até na distante Olegário Maciel, ponto nobre de bares e restaurantes na Barra da Tijuca, onde há até mais estrangeiros do que brasileiros durante esta época.

Ou seja, tem opção pra todo mundo que quer viver as Olimpíadas, seja de longe ou de pertinho.

 

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA