Patrocínio

Antes da abertura oficial das Olimpíadas do Rio de Janeiro, no último dia 05, a preparação para o evento já estava acontecendo. No dia 03 alguns jogos de futebol iniciaram em São Paulo e, com isso, os profissionais responsáveis já estavam presentes em campo.

Daniel Queiroga, fisioterapeuta da equipe de futebol profissional da Caldense desde junho de 2015, foi convidado para trabalhar na equipe médica dos jogos de futebol realizados em São Paulo. “Eu participo dos serviços médicos de campo, que é o primeiro atendimento aos atletas que estão em jogo, tanto para equipes masculinas quanto femininas. Caso houver necessidade de levar um jogador para o Departamento Médico do estádio, é de responsabilidade da nossa equipe também”, explica.

Queiroga vai trabalhar em todos os jogos realizados na capital paulista (Foto: Divulgação)
Queiroga vai trabalhar em todos os jogos realizados na capital paulista (Foto: Divulgação)
Patrocínio

Queiroga já teve a oportunidade de trabalhar em outros eventos esportivos de grande porte, como nos Jogos Abertos Brasileiros, no Sul Americano de Vôlei Infanto-juvenil e na coordenação de serviços médicos dos Jogos Escolares Brasileiros em 2015 e 2016.

Já a jornalista Fernanda Rodrigues, que é relações públicas no programa sócio-torcedor Arriba Caldense, está desde o dia 02 no Rio de Janeiro para atuar na transmissão dos jogos de tênis. “Estou trabalhando dentro do Centro Olímpico de tênis na equipe de transmissão, responsável na preparação do posicionamento das câmeras, no fornecimento de informações para os narradores e comentaristas e na organização das entrevistas de cada atleta para as emissoras também”, comenta.

Fernanda é responsável pela transmissão dos jogos de tênis (Foto: Divulgação)
Fernanda é responsável pela transmissão dos jogos de tênis (Foto: Divulgação)

Em 2014, durante a Copa do Mundo, a jornalista exerceu a função de Assistente de Comentaristas para a HBS (Host Broadcast Services), empresa responsável por transmitir todos os eventos da FIFA. “Desta vez, vou trabalhar para a OBS (Olympic Broadcasting Services) que tem a mesma base da HBS, mas que é a dona dos direitos de transmissão de rádio e TV de todos os eventos Olímpicos”, explica Rodrigues.

Os funcionários da Caldense ficam até o dia 20 de agosto responsáveis pela cobertura e auxílio nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Caldense

Patrocínio

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA