27 C
Poços de Caldas
quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Rio Doce: o outro lado da tragédia

Esta série de reportagens termina onde deveria: no ponto exato em que o Rio Doce encontra o mar. Foram doze dias de viagem, de Poços de Caldas a Ouro Preto, de Ouro Preto a Regência, de Regência a Poços de Caldas. Entre erros e acertos no caminho, cerca de 3.200 quilômetros percorridos. Eu,...
Estamos chegando próximos do ponto final. O Rio Doce, destruído pela lama, chega ao mar no distrito de Regência, em Linhares (ES). A praia tem um aspecto diferente. Areia preta, brilhante, com resíduos da mineração. Quando subimos no mirante improvisado à beira-mar, só vemos água de um marrom forte....
Enquanto buscamos por histórias de quem vive ao redor do Rio Doce, fazemos uma pausa para entender melhor a questão ambiental. Vamos ao Instituo Terra, do fotojornalista Sebastião Salgado, que fica em Aimorés (MG) e trata da recuperação das nascentes da Bacia Hidrográfica do Rio Doce. Quem nos recebe é a...
Quando chegamos a Colatina (ES) vamos direto à prefeitura, para saber como está a situação geral da cidade. Na Secretaria de Comunicação Social, encontramos uma jornalista. Ela se apresenta como Dani e logo depois resume bem a impressão que a acompanha desde que o rio da cidade tornou-se lama....
A Maria José dos Santos, de 53 anos, está em Mascarenhas, distrito de Baixo Guandu (ES), desde os sete. Ela tem na memória as imagens de um rio volumoso, cheio de vida. Da criança que brincava nessas águas surgiu a mãe, esposa de pescador, que vendia peixe para viver. O...
Sebastião, Damião, Antônio, Moisés, Neivaldo, Amantino. Esses são alguns dos 18 areieiros que fazem parte de uma associação em Resplendor (MG). Esses são alguns dos prejudicados pela lama que hoje toma conta do Rio Doce. Conhecemos Damião e Moisés quando chegamos à prefeitura da cidade em busca de informações. Eles...
Enquanto visitamos os índios Krenak, no município de Resplendor (MG), somos escoltados por companheiros especiais: os cachorros da aldeia. São caçadores de capivaras e carregam no corpo as marcas das lutas. Arranhados e magros mas bem dispostos, vão conosco para todo lado. São cinco ou seis. Assim que alcançamos...
A primeira impressão é que há qualidade de vida em Governador Valadares. Ciclovias por grande parte da cidade, pessoas caminhando e correndo até tarde da noite, trânsito que flui em horários de pico, comércio movimentado. Mas quando olhamos com mais atenção, percebemos uma constante: o medo. A população local tem...
São mais ou menos sete horas da noite. Chegamos ao hotel e logo puxamos assunto com o senhor que está sentado na calçada em frente ao prédio. É José Eduardo dos Reis, de 61 anos. A casa dele foi devorada pela lama e agora divide um quarto no hotel...
A funcionária pública Maria das Graças Quintão, de 58 anos, saía todos os dias do distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, às seis horas da manhã. Quando voltava, por volta das sete horas da noite, gostava de ficar deitada no banco de pedra próximo à mangueira. Era o momento...
Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade
Publicidade
Publicidade


Publicidade


Publicidade


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.