Publicidade
Exposição sobre Leonardo da Vinci tem experiência imersiva (fotos: divulgação)

O Espaço Cultural Ziriguidum te leva ao MIS Experience para ver “Leonardo da Vinci – 500 anos de um gênio”, uma experiência imersiva, que possibilitará ao visitante conhecer a vida e o legado de Da Vinci por meio de uma exclusiva galeria com projeções, capaz de promover uma experiência interativa inédita no país.

A mostra, considerada a investigação mais completa e detalhada sobre o trabalho de Leonardo da Vinci, apresenta 18 áreas temáticas que conta a trajetória do grande gênio renascentista e traz réplicas de máquinas desenhadas pelo artista italiano.

Os visitantes terão uma experiência multissensorial com animações gráficas em alta definição, combinadas com um conteúdo multimídia e narrativa em áudio, o que permitirá ao público uma vivência divertida, educativa e esclarecedora a pessoas de todas as idades e interesses, sejam elas amantes de arte e da história.

Os visitantes também terão a oportunidade de conhecer, pela primeira vez, a mente do homem que lançou as bases para algumas das invenções mais notáveis da sociedade moderna, como o helicóptero, o automóvel, o submarino, o paraquedas e a bicicleta.

Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade

Além de ver a exposição interativa do Leonardo da Vinci, o Ziriguidum preparou um roteiro com outras atrações. Uma delas é a exposição “Alfonse Mucha – O legado do Art Nouveau”, um dos artistas mais destacados da virada do século XIX na Europa e expoente do movimento Art Nouveau.

Entre 100 obras, cartazes, desenhos, pinturas, gravuras, objetos, livros e fotografias, que percorrem a obra do artista e também sua influência no mundo contemporâneo.

Peça baseada na obra de Gabriel García Marquez está em cartaz em São Paulo

Outra atração é a peça de teatro “Erêndira: A incrível e triste história da Cândida Erêndira e sua avó desalmada ” no teatro da FIESP. No espetáculo, Chico Carvalho interpreta uma avó, singular e nada parecida com as de conto de fadas, que obriga a sua neta, Cândida Erêndira, vivida por Giovana Cordeiro, uma menina quase impúbere, a prostituir-se para ressarcir as perdas de um incêndio, que a neta supostamente provocara.

A tragicomédia baseada na obra homônima de Gabriel García Márquez, de 1972, tem a magia da cultura latina, dos modos de viver e de sentir como centro. Criada a partir da segunda metade do século XX, A incrível e triste história da Cândida Erêndira e sua avó desalmada é resultado de um mundo pós-guerra e pós-revolucionário, que se reconhece mais cruel, menos ingênuo, mas ainda potencialmente utópico em suas capacidades.

Publicidade