Publicidade

O Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas recebe, neste sábado (19), às 15h, a roda de conversa “Da lama ao caos: as tragédias de Mariana e Brumadinho”. O evento vai debater estes desastres, por meio das experiências dos jornalistas Juliano Borges e João Araújo, que cobriram os dois casos para o portal Poços Já. Também será abordado o processo de produção do espetáculo “Lama: o grande cemitério”, do grupo de teatro NucleArte.

Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade
Casarão

Publicidade
Foto: Juliano Borges

O evento ocorre junto da exposição com 48 imagens feitas pelo fotógrafo Juliano Borges. Algumas reproduzem cenas verdadeiramente apocalípticas, nas quais a lama é protagonista; em outras são retratadas as situações das vítimas que sobreviveram: a família que não tem onde morar, o pescador que não tem peixe, o areieiro que não tem areia, a população que não tem água potável, o índio que não tem rio. A exposição acontece com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura, através do edital Pró-museu.

Foto: Dani Alvisi

Os relatos ouvidos pela dupla serviram de fonte para a produção do espetáculo teatral, com dramaturgia de João Araújo, textos de João Araújo e Isabela Viana, e direção geral de Nando Gonçalves. A peça do NucleArte estreou no Julho Fest 2019 e foi apresentada novamente em setembro, por meio do edital de Patrocínio Direto da Secretaria Municipal de Cultura.

Acesse as séries de reportagens feitas pelo Poços já clicando aqui e aqui.

Serviço

O quê: Roda de conversa “Da lama ao caos: as tragédias de Mariana e Brumadinho”

Onde: Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas

Quando: sábado (19), às 15h

Quanto: entrada gratuita

Publicidade