Publicidade
Proposta da cervejaria é de valorizar a produção artesanal (fotos: Juliano Borges/Poços Já)

A Bones Cervejaria (avenida Monsenhor Alderigi, 14, Jardim Country Club) completa um ano na próxima terça-feira (13). Para comemorar a data, o Divirta-se em Poços conta um pouco da história desta casa que já é reconhecida entre as melhores cervejas artesanais da região.

Para chegar às receitas que hoje fazem sucesso, foram quatro anos de estudos. Os sócios Carlos Parisi, Carlos Parisi Filho, Luiz Parisi e Luis Paulo Innarelli tinham a produção artesanal como hobby. Aliás, esta atividade é tradição ancestral nas duas famílias. A vontade cresceu, os amigos incentivaram e, em meio a muito estudo, o quarteto buscou a própria identidade nesta verdadeira arte. Missão cumprida! A Bones valoriza a regionalização, com cervejas saborosas e cardápio voltado para a gastronomia local.

Os ingredientes regionais são usados sempre que possível, como na Dark Strong Ale, cerveja originalmente de estilo belga, mas com um diferencial: ao invés dos açúcares de ameixa ou beterraba, comuns no país europeu, a receita da Bones utiliza a rapadura.  Há ainda a tradicional Lager e as IPAs (India Pale Ale), para agradar diferentes gostos, das suaves às mais intensas.

Bar e produção

Bones fica no início da avenida Monsenhor Alderige

A música também é prioridade da casa, com som ao vivo todos os finais de semana. A propósito, o rock and roll está sempre presente, até em respeito à data de inauguração: uma sexta-feira 13, em julho de 2018. É quando comemora-se o Dia Mundial do Rock.

A produção é feita no mesmo local, com toda a estrutura necessária, da brassagem ao envasamento. O processo demora cerca de 30 dias. Da câmara fria, onde os barris são armazenados, a cerveja passa por 15 metros de tubulação refrigerada a -3°C e vai direto para as torneiras do bar. O sistema é inspirado no estádio de cricket em que Luiz trabalhava, na cidade de Londres (Inglaterra).

Equipe da Bones Cervejaria (foto: divulgação)

Luiz afirma que o segredo do sucesso é fazer o que se gosta e que os sócios estejam sempre presentes, na produção e no bar. Outro diferencial são os insumos. Os maltes utilizados na cerveja da Bones, por exemplo, são alemães e belgas. “Aceitamos apenas produtos de primeira linha e temos fornecedores no Brasil inteiro, para não faltarem nunca esses maltes especiais”.

Piratas e corsários

Paixão pela cerveja artesanal e incentivo de amigos motivou sócios a criarem a cervejaria

Na identificação visual, as referências ao mundo dos piratas e corsários são muitas. A marca, por exemplo, tem quatro crânios, representando os fundadores. “O nome da cervejaria vem de uma homenagem, com concessão poética ao universo dos piratas e corsários, que durante a época das grandes navegações e colonizações ajudaram a difundir a cerveja não só para as colônias e rotas comerciais da Inglaterra e seus parceiros, mas ao mundo todo”, explica Luis Paulo.

Um dos sócios, Carlos Parisi, faleceu recentemente, aos 82 anos, deixando um grande legado para a família e a empresa. Mas isso é assunto para outra reportagem. Por enquanto, se quiser saber mais sobre a Bones, é só acessar a página do Facebook (acesse neste link), Instagram (@bonescervejaria) ou pelo telefone (35) 99108-5702.

Publicidade