Publicidade

O escritor, revisor e jornalista Daniel Souza Luz, nascido em Poços de Caldas, lança seu primeiro livro, Ontem Foi Um Sonho, neste sábado (27), no Festival Literário de Poços de Caldas (Flipoços). O evento será às 10h, na arena cultural, na parte externa da Urca, durante o “Encontrão dos Autores Sulfurosos”, que será mediado pelo poeta e romancista Tadeu Rodrigues.

“Ontem foi um sonho” tem formato de bolso (fotos: divulgação)

Segundo o autor, “Ontem Foi Um Sonho” é uma distopia que aborda a permanência da mentalidade escravagista e racista no Brasil. “É uma obra de ficção científica, na qual explicito algumas das minhas influências literárias: Phillip K. Dick, Isaac Asimov, Stefano Tamburini, William Gibson e Brian Aldiss, entre outros. Embora possa ser caracterizado como um conto cyberpunk, creio ter encontrado uma voz própria; espero ter conseguido escapar dos estereótipos do gênero”.

O livro tem formato de bolso, o que alguns entendem como fanzine, e foi impresso em papel reciclado. Trata-se de uma história curta, que será seguida de outras, no mesmo formato e do mesmo universo. É o primeiro lançamento da editora do autor, Enigma Anônimo, e foi realizado de forma totalmente independente. A capa e o design foram especialmente criados para o livro pela ilustradora e fotógrafa Juliana Melo, após leitura dos originais. A revisão foi feita pela professora Renata Cristina Ling Chan, mestranda em Letras.

Casarão Choperia
Daniel Souza Luz é jornalista, revisor e escritor

À tarde, Tadeu Rodrigues lança também na Flipoços seu livro de poesias “A Utilidade do Rascunho”, que tem uma poesia de Daniel na contracapa, à guisa de prefácio, além de ter sido revisado por ele. “A história de Ontem Foi Um Sonho me lembrou muito o George Orwell. Não dá bem para saber o que está acontecendo até certo ponto, o que também lembra o livro Sonho, de Haruki Murakami. Há uma mistura de linguagem mais formal com oralidade, como no Clube da Luta, do Chuck Palahniuk”, analisa Tadeu.

Daniel Souza Luz é formado em Jornalismo pela Unesp e pós-graduado em Jornalismo Literário pela ABJL (Academia Brasileira de Jornalismo Literário). Foi fanzineiro nos anos noventa, quando editou os fanzines Sonic Pig Pile e Acervo, além de colaborar com vários outros, como Academia de Punk Rock, The Circle e Yell, e participou de coletâneas Geração 140 Caracteres e Uma São Paulo de Todos, ambas de microcrônicas criadas no Twitter, onde publica há dez anos. É cronista do Jornal da Cidade, onde também publica contos. “Ontem Foi Um Sonho” foi escrito em 2014 e reescrito em 2019.

*Fonte: assessoria de imprensa

Publicidade