quarta-feira , 20 setembro 2017
Cantina do Araújo

A tradição das charretes


Charrete próxima ao Parc Hotel.

Primeiramente devemos explicar aqui o que é uma tradição:

1- ato ou efeito de transmitir ou entregar; transferência.

2- herança cultural, legado de crenças, técnicas etc. de uma geração para outra.

3- tudo o que se pratica por hábito ou costume adquirido.

Ou seja, tradições são costumes que passam de geração a geração. Nem sempre elas podem ser boas, pois existem diversas tradições no mundo que também são bem ruins, vocês podem ver aqui diversas outras tradições bizarras  e medonhas que existem.

Esta é uma tradição que acabou persistindo na cidade já há mais de 100 anos. Ela atrai atenção dos turistas por ser um costume que poucas cidades turísticas ainda mantém, por isso Poços de Caldas sempre é uma das primeiras cidades a aparecer nas buscas quando se pesquisa por “passeios de charrete”.

Mas apesar das charretes serem consideradas uma tradição, muitas pessoas reclamam dela ter sido mantida, porque vários problemas já aconteceram, sem falar que nem sempre os animais são bem tratados. Mas antes de analisar esta situação, devemos primeiro conhecer a sua história:

Poços de Caldas no início do século XX

Quando a cidade foi fundada, em 1872, a tranquilidade predominava. Pelas estradas lamacentas, o único meio de transporte comum eram as charretes. Nesta época até existiam postes decorativos no meio da rua, pois eles não atrapalhava ninguém como podemos ver nesta foto que foi tirada no início do século na Rua Paraná, conhecida hoje como Rua Assis Figueiredo, próximo à Casa Moreira Salles:

Rua Paraná (Assis Figueiredo) em 1920.

Quando os primeiros carros motorizados começaram a percorrer, por volta de 1920, ainda assim a cidade era pacífica, pois como eles eram caros e somente as pessoas de classes sociais mais altas conseguiam ter condições para adquiri-los, quase não se via carros passeando pelas ruas. Isto apenas começou a mudar a partir de 1930, quando houve a Revolução Industrial e a chegada das indústrias automobilísticas no país na década de 50, então os carros começaram aos poucos a dominar as ruas das cidades do país..

Charretes como atração turística

Apesar da modernização, as charretes continuaram a chamar atenção dos turistas da cidade, tanto que, além da comum, durante um determinado período também houve charretes usando bodes para as crianças nas praças:

Charretinha de bodinhos para crianças na Praça Affonso Junqueira

Hoje em dia este tipo de charrete já não existe mais, mas as que foram feitas para passeio foram mantidas e se concentram na Praça Getúlio Vargas como ponto de partida.

Charretes em 2016 na Praça Getúlio Vargas.

A polêmica das charretes

Muitos problemas já aconteceram com as charretes, como maus tratos com estes animais a ponto deles caírem de exaustão. Por conta disso, foram implementados chips para monitorar e analisar a saúde dos animais.

Uma das reclamações que as pessoas também fazem sobre esta tradição é que ela não é mais adequada ao trânsito de hoje em dia, pois sempre que uma charrete está passando pelas ruas. Por causa da velocidade lenta, elas acabam atrasando o trânsito.

Para dar uma alternativa a esta tradição, com o tempo foram implementadas outras formas de passeios turísticos na cidade. Mas ainda assim as charretes continuaram.

Agora, se você está revoltado deste costume ainda existir na cidade, então participe de protestos contra as charretes, faça grupos contra elas e assine petições como essa. Seja persistente, pois apenas desta forma a história poderá um dia ser mudada.

Obs.: “O autor não é à favor desta prática, o único objetivo aqui foi contar a história e fazê-los refletir sobre o assunto. Pois a história não pode ser ignorada, ela deve ser conhecida para se pensar em formas para melhorar o futuro da cidade, como será mostrado no próximo artigo.”

*Texto atualizado, a pedido do autor, em 16/05/17, às 9h12.

*Rafael E. Henrique é formado em Ciências da Computação em São José dos Campos e também tem uma paixão por história e fotografia, o que o levou a criar o site Resgatando Cidades e o Resgatando Poços de Caldas para mostrar comparações e pesquisas sobre o passado da cidade com a intenção de incentivar a sua preservação.

APP Poços Já

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *