sábado , 23 setembro 2017
Cantina do Araújo

Memórias do Grande Hotel


Em nossa série de artigos sobre o Conjunto Arquitetônico da Av. Francisco Salles, construído durante o mandato do prefeito Francisco Escobar, falamos anteriormente sobre o Cine Teatro Polytheama, que acabou ficando apenas no passado. Hoje iremos tratar de mais um dos lugares que acabaram se perdendo junto com o teatro, o Grande Hotel.


Hoje no lugar existe um supermercado, mas antes dele ter sido construído muitas pessoas que passaram pela cidade se hospedaram no antigo e luxuoso hotel construído pelo arquiteto José Piffer em 1911.

O antigo hotel tinha uma grande estrutura, com 110 quartos, 18 banheiros e até chuveiros com água sulfurosa. A sua entrada era pela avenida Francisco Salles, como também pela Rua Pernambuco. A fachada tinha lindos detalhes que seguiam os padrões de todo o conjunto de Piffer, principalmente do cassino e teatro Polytheama ao seu lado.

A ideia de ter um hotel junto com o cassino era algo muito atraente e especial, principalmente para aqueles que ficavam até tarde, pois não teriam de ter o trabalho em dirigir-se para outros hotéis na região. Afinal, tinham um luxuoso hotel bem ao seu lado.

Mas todo o sucesso se acabou quando em 1946 os cassinos foram proibidos em todo o território nacional. Não viram mais utilidade em manter o Polytheama, deixando-o abandonado e apenas usando a estrutura para uma loja de móveis alguns anos depois.

Chegando aos anos 90, o antigo cassino acabou sendo demolido completamente, mas o hotel ainda se manteve por alguns anos. Não por muito tempo, pois também acabaram o demolindo por acharem que não teria a necessidade de manter uma construção antiga na cidade, o que hoje podemos ver que foi um grande erro, pois acabou sendo mais uma das importantes histórias da cidade que foram apagadas sem nenhum motivo convincente.

Hoje só o que podemos ver sobre o hotel são as fotos que guardam a memória deste lindo lugar. E se você quiser vê-las, acesse aqui neste link para ir ao meu blog, onde coloco todas as informações e fotos sobre o antigo hotel.

*Rafael Henrique é formado em Ciências da Computação em São José dos Campos e também tem uma paixão por história e fotografia, o que o levou a criar o site Resgatando Cidades e o Resgatando Poços de Caldas para mostrar comparações e pesquisas sobre o passado da cidade com a intenção de incentivar a sua preservação.

APP Poços Já

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *